DIVERSÃO

Cinema Africano é destaque no Centro Cultural Vale Maranhão

Mostra conta com exibição de filmes recentes, mesclando curtas e longas, documentários e dramas ficcionais, além de dois longas de animação, voltados ao público infanto-juvenil.

Reprodução

A produção audiovisual de cineastas da África Ocidental de oito países entre eles, Senegal, Níger, Burkina Faso, Costa do Marfim, Congo, Benin, Camarões e Ruanda integram a Mostra Cinema Africano, que reunindo 16 filmes e segue esta semana até sábado no Centro Cultural Vale Maranhão, localizado, na Rua Henrique Leal, Centro Histórico de São Luís.  

A programação é uma parceria com o Instituto Francês, que vem disponibilizando ao CCVM a exibição de filmes de sua Cinemateca. Para esta Mostra foram selecionadas, tanto produções clássicas, como África sobre o Sena (1957), considerado o marco fundador do cinema africano, quanto filmes recentes, mesclando curtas e longas, documentários e dramas ficcionais, além de dois longas de animação, voltados ao público infanto-juvenil.

Diversos filmes da Mostra participaram de importantes festivais como o de Cannes e o Tribeca Film Festival. A maioria deles é inédita no Brasil, uma oportunidade especial para os maranhenses conhecerem a produção africana. Todos os filmes são legendados em português. 

PROGRAMAÇÃO DE HOJE A SÁBADO

Longas de Animação para crianças

07 a 11/05

15h

Aya de Youpogon (2012) de Marguerite Abouet e Clément Oubrerie

Duração: 1h24 min. – Costa do Marfim/ França

Sinopse: O filme conta a história de Aya, menina de 19 anos que vive na cidade de Yopougon e divide seu tempo entre os estudos, a familia e seus dois melhores amigos, que não querem nada passear pela savana ao anoitecer.

Dia 10/05 – Documentário

19h

A Sirene de Faso Fani (2015) de Michel K. Zongo

Duração:  1h30 min. – Burkina Faso

Sinopse: Em Kodougou, a fábrica Faso Fani – o pano do país, foi por muito tempo o orgulho nacional pela qualidade e reputação global de seus tecidos. Em 2001, ela é fechada, devido a planos de reestruturação impostos pelo FMI e pelo Banco Mundial. Passados mais de 10 anos, o diretor vai ao encontro de seus ex-empregados, que passaram a tecer em seus quintais. O filme é uma homenagem à resistência africana frente a globalização.

 Dia 11/05 – Longa Ficção

18h30 min.

Run (2013) de Phillipe Lacôte

Duração: 1h42 min – Drama – Costa do Marfim

Sinopse: Run foge…Ele acaba de matar o primeiro ministro de seu país. Para tanto, precisou se fantasiar de louco, errando pela cidade. Ele revê sua vida em flashes de memória; sua infância com o mestre Tourou, quando ele sonhava ser ancião das chuvas, suas aventuras com Gladys, a comilona e seu passado de militar como jovem patriota. Concorreu ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2016.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias