OPORTUNIDADE

Abertas as inscrições para a 13º Semana Maranhense de Dança

Os interessados podem se inscrever nas seguintes categorias: Espetáculos, Coreografias e para a Batalha de Danças Urbanas Negro Cosme.. O festival de dança acontecerá entre os dias 13 e 20 de outubro

Reprodução

Estão abertas as inscrições para a 13º Semana Maranhense de Dança, os candidatos têm até o dia 29 de junho para preencher o formulário online disponível no site do Teatro Arthur Azevedo (cultura.ma.gov.br/taa). Podem participar companhias, grupos de dança, bailarinos e produtores locais e nacionais. Os interessados podem se inscrever nas seguintes categorias: Espetáculos, Coreografias e para a Batalha de Danças Urbanas Negro Cosme.

O edital está disponível no site do Teatro Arthur Azevedo. Os candidatos inscritos passarão pela curadoria da 13º Semana Maranhense de Dança que selecionará quais as apresentações que serão inseridas na programação desta edição. As inscrições para oficinas de níveis básico, intermediário e avançado devem ser realizadas após o fim do período de inscrições.

O festival é reconhecido como um dos maiores eventos culturais locais e reúne atrações locais e nacionais todos os anos. Dentre as mostras da programação estão: Mostra Dança Criança, Mostra Competitiva, Mostra Programação Geral, Mostra , além das oficinas que acontecem todos os anos com profissionais locais e nacionais.

Homenageados

Como em todas as edições anteriores, uma pessoa ou grupo são escolhidos para serem os homenageados do evento. Neste ano os homenageados são o dançarino Rubem Soares, mais conhecido como Rubinho, e a Cia Street Master.

Rubem Soares é dançarino e coreografo da Cia Street Masters desde 1999, teve 11 trabalhos classificados para o Festival de dança de Joinville, além de duas coreografias campeãs do Nordeste. Também ficou em 3º lugar no Festival Nacional de Danças Urbanas em Santa Catarina. Também venceu três vezes o quadro “Se vira nos 30” programa “Domingão do Faustão”.

Já a CIA Street Masters, fundada em 1999 no SESC MA, é Tricampeã do “Se vira nos 30”, quadro do programa global Domingão do Faustão, além de Bicampeã do Nordeste e ter 9 coreografias aprovadas p o Festival de Joinville. Dentre as coreografias mais conhecidas esta a Made in Maranhão (2017) que mistura hip hop e danças populares maranhenses como bumba meu boi e tambor de crioula.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias