AUXÍLIO TRANSPORTE

Divulgada lista final do Cartão Transporte Universitário; auxílio de R$ 800

O programa beneficia universitários do Maranhão, incentivando a permanência e a continuidade dos estudos

Reprodução

O Governo do Maranhão, através da Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) e da Secretaria da Juventude (Seejuv), divulgou a lista final com os universitários beneficiados pelo programa Cartão Transporte Universitário para o segundo semestre de 2018.

Lista FINAL de aprovados no Cartão Transporte Universitário

A lista final foi obtida após a análise da documentação fornecida pelos candidatos no ato da inscrição, e após análise dos recursos administrativos interpostos por candidatos que tiveram inscrições indeferidas por apresentar informações ou documentos em desacordo com o que consta na Lei Nº 10.691, de 26 de setembro de 2017, que instituiu o programa Cartão Transporte Universitário.

Lista de Candidatos com Recursos Administrativos Deferidos e Indeferidos

Próximos passos

A relação final dos beneficiários aprovados estará disponível na plataforma digital transporteuniversitario.juventude.ma.gov.br e, também, será publicada no Diário Oficial do Estado do Maranhão, após a sua homologação.

Os estudantes aprovados deverão receber o benefício a partir do dia 22 de outubro, nas agências do Banco do Brasil, que estarão descritas posteriormente em lista disponibilizada no site do programa e no site da Seejuv.

A coordenação do programa orienta os candidatos aprovados a ficarem sempre atentos a plataforma do programa, bem como ao site e redes sociais da Seejuv para ter acesso a informações dos próximos passos do benefício.

Cartão Transporte Universitário

O programa Cartão Transporte Universitário beneficia, com bolsas de auxílio semestral de R$ 800 em parcela única, estudantes matriculados em cursos presenciais e com regime diário de aulas em Instituições de Ensino Superior públicas ou privadas no Maranhão e em estados circunvizinhos, e alunos do IEMA, que precisam percorrer, diariamente, distâncias de mais de 100 km (somadas ida e volta) entre a cidade onde reside e o município onde estudam, amenizando assim o impacto econômico e incentivando a permanência e continuidade dos estudos.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS