MARANHÃO NA TELA

Filme com Paulinha Lobão estréia nos cinemas de São Luís

Nesta terça-feira, 20, o Filme Aurora – O Encontro Dos Polos, dirigido pelo cineasta Luís Mário Oliveira, será exibido no Festival de Cinema Maranhão na Tela 2018.

Cena do filme Aurora (Divulgação: Maranhão na Tela)

Nesta terça-feira, 20, o Filme Aurora – O Encontro Dos Polos, dirigido pelo cineasta Luís Mário Oliveira, será exibido no Festival de Cinema Maranhão na Tela 2018. Serão duas sessões, no Kinoplex do Golden Shopping; uma às 16h30 na sala Kino Evolution, e a outra às 21h30 na Sala Platinum. Entrada franca.

O Filme Aurora – O Encontro Dos Polos é protagonizado pela atriz estreante Paulinha Lobão (Aurora, mulher mística, solidária e bela), e os atores Antônio Garcia (Feitosa, fazendeiro excêntrico e cheio de vicissitudes, marido de Aurora), Luís Mário Oliveira (Alcides, o sábio acendedor de lampiões) e Fábio Lima (Inácio, leiteiro bom e rude). Uma super produção, com locação realizada na cidade de Primeira Cruz (MA).

O enredo do filme traz a convivência com as mais extremas adversidades em ambiente único, circundado pela fé, na presença forte da igreja, tradições populares, a elite, a pobreza, a atmosfera rural, as diferenças e afinidades entre tais existências revelam o que sugere o subtítulo da obra, o encontro dos polos (riqueza e pobreza, bem e mal, vida e morte e outros antagônicos).

A fotografia e ritmo natural do lugar comungam com o roteiro dessa obra audiovisual inspirado a partir de personagens encontrados nos poemas “A morte do leiteiro”, de Carlos Drummond de Andrade, “O acendedor de lampiões”, de Jorge de Lima e “O encontro dos polos”, de Nauro Machado, este último, como pano de fundo existencial de toda a narrativa.

O filme, entre suas especificidades, tem trilha sonora original, assinada pelo irmão de Paulinha, Maestro Rênio Quintas.

Segundo o diretor de “Aurora – O Encontro dos Polos”, Luís Mário Oliveira, o Festival Maranhão na Tela é um grande estímulo à produção local e difusão da sétima arte maranhense para o mundo, formação de plateia, estímulo e trabalho para os artistas/técnicos da área, principalmente na busca pelo aprimoramento daqueles que se propõem a fazer cinema em uma região sem tradição cinematográfica. “A questão da coletividade empreendida nas produções, fator com variáveis indispensáveis para a concretização de uma obra, embrião que certamente em metamorfose está se processando para a formação de um polo de cinema produtivo e dinâmico para o nosso Estado” ressaltou.

FICHA TÉCNICA

Direção Geral e Roteiro: Luís Mário Oliveira

1º Assistente de direção: Marise Farias/2° Assistente de direção: Leandro Silva/ 3° Assistente de direção: Daniel Costa

Direção de Arte: Dida Maranhão

1° Assistente de arte: Luís Carlos Abreu/2° Assistente de arte: Geovane Camargo

Direção de Fotografia: Guilherme Verde e Fernando Trevisoli

Iluminação: Manoel “Macgyver”

Produção de Set: Marcelo Nazaré/Assistente de produção: Nilton Monteiro “Niltinho”

Som Direto: Fabio Gama “Carioca” /Assistente som direto: Jadsuel Monteiro

Piloto drone: Diorlan Farias

Trilha Sonora: Rênio Quintas

Edição e Montagem: Leandro Silva

Figurino: Elza Gonçalves

Costureiro: Nonato Costa

Maquiagem: Carl Pinheiro

Preparadora de Elenco: Fátima di Franco

Assessora de Comunicação: Vanessa Serra

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS