SEM ARREPENDIMENTO

Bloco “Os Arrependidos” sai nesta quarta pelas ruas da Madre Deus

Fundado há 30 anos, o bloco segue a tradição de sair sempre às quartas-feiras. A iniciativa partiu do fundador depois de ter visto que trabalhou todo o carnaval e não se divertiu

Foto: Reprodução

O nome do bloco é Os Arrependidos, mas, a contar pela festa que é feita na Quarta-feira de Cinzas, de arrependimento não se vê nada. Na contramão do descanso que sugere o dia, após o período de carnaval, o bloco Os Arrependidos, do bairro Goiabal (Madre Deus), se prepara para manter a tradição. A concentração de integrantes e simpatizantes do bloco é às 11h, na Praça do Goiabal.

Além da alegria e da música que anima o bloco, sempre são servidos caldo de feijão e bebidas para garantir o pique dos foliões que vão descer pelas ruas da Madre Deus e adjacências e retornar ao Goiabal por volta das 16h.

Centenas de integrantes acompanham o Bloco que há 35 anos repete a façanha de desfilar em plena quarta-feira de cinzas. Fundado por antigos comerciantes do bairro, o bloco guarda no nome a intenção da brincadeira: reunir os arrependidos dos excessos de carnaval para se redimir na folia.

Fundado há 30 anos pelo finado Aruandes, comerciante do bairro, o bloco segue a tradição de sair sempre às quartas-feiras. A iniciativa partiu do fundador depois de ter visto que trabalhou todo o carnaval e não se divertiu. Para Marcos Antônio Silva, o Totonho, um dos organizadores, o bloco também tem outra função: abriga todos aqueles que fizeram algo digno de arrependimento. “As pessoas que quiserem se redimir de alguma coisa que fizeram durante o carnaval podem vir pra cá, para Os Arrependidos. Quem não tiver tido tempo para brincar o carnaval também pode vir. O bloco está aberto a todos”, convida Totonho.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS