Sofiani Labidi

Leis do Universo

Nosso universo é regido por leis naturais chamadas leis do universo ou leis universais.  Na Escola, aprendemos sobre algumas delas como a lei da gravidade, lei da relatividade, etc. São 12 leis naturais e 21 sub-leis no total.  Conhecer as leis do universo e seus impactos certamente irá melhorar o nosso crescimento em todos os […]

Nosso universo é regido por leis naturais chamadas leis do universo ou leis universais.  Na Escola, aprendemos sobre algumas delas como a lei da gravidade, lei da relatividade, etc.

São 12 leis naturais e 21 sub-leis no total.  Conhecer as leis do universo e seus impactos certamente irá melhorar o nosso crescimento em todos os aspectos: intelectual, físico, mental, emocional e espiritual.

Entre as leis universais mais interessantes que governam o nosso universo estão a “Lei da Vibração” e a “Lei da Atração” chamada também de LOA (Law of Attraction), esta foi amplamente divulgada principalmente graças ao filme e ao livro “O Segredo”.  A lei da vibração pode ser resumida na seguinte frase “No Universo, nada está parado, tudo se move, tudo vibra”.  Desde as galáxias até as partículas subatômicas, tudo está em movimento.  Quando nos sentamos em uma cadeira, por exemplo, temos a sensação que estamos parados, porém a cadeira está conectada à terra que está girando em torno de seu próprio eixo e ao redor do sol, e todo sistema solar está em movimento também, etc.

Internamente, nosso corpo, como qualquer outro objeto, é formado por uma grande quantidade de átomos e moléculas formados por elétrons que estão sempre em movimento.  Somos uma massa de elétrons girando em uma grande velocidade.  Ou seja, nós nunca estamos estáticos.  Os elétrons são cargas elétricas negativas, ou seja, são energia.  A menor partícula existente no Universo é o fóton, essa partícula de luz é formada por energia pura.

Isto está de acordo com os princípios da física quântica que estipula que tudo no universo é energia, e toda energia é vibração.  É a diferença na vibração que faz a distinção entre os objetos.  No Universo, a energia não se cria e nem se perde, ela se transforma.

Nossos movimentos geram energias positiva ou negativa que é radiada no espaço.  Tudo objeto do universo, vivo ou não, vibra em uma frequência própria, produzindo vários tipos de radiações (propagação de energia no espaço).

Esses mesmos princípios de vibração no mundo físico se aplicam também aos nossos pensamentos, sentimentos, e desejos.  Até mesmo um pensamento ele tem sua própria frequência vibratória.

As Leis Universais são todas inter-relacionadas e partem do princípio de que tudo no universo é energia, inclusive nós mesmos.  Somos ao mesmo tempo emissores e receptores de energia.  Nossos pensamentos, nossos sentimentos, palavras e ações são todas as formas de energia liberada por nós.  Essa energia se move de forma circular de modo que pode ir e voltar.

Dentre das 12 leis universais, há uma lei extremamente importante, ligada à lei da vibração, que é a “lei da atração”.  De acordo com esta lei, objetos semelhantes se atraem, ou seja, objetos emitindo uma mesma vibração (frequência) se aproximam.  Assim, será atraído (lei da atração) o objeto que estiver na vibração correta (lei da vibração).

Assim, e de acordo com as leis do universo, para que conseguimos alcançar nossos objetivos, é preciso entender que a energia de uma determinada vibração terá de estar na mesma frequência vibracional de que desejamos atrair, i.e. é preciso entrar em sintonia com o que desejamos alcançar.  Portanto, essas duas grandes leis agem em conjunto.  Para que a lei da atração funcione é necessário que os objetos estivessem na vibração correta.

A pergunta é: como ficar na vibração correta do que queremos e desejamos (para fazer a lei de atração funcionar)?  A resposta é: “por meio dos sentimentos”.  De fato, não basta apenas pensar nos nossos desejos, é preciso que nós sentíssemos esses desejos.  Precisamos criar na nossa mente uma situação vivida do que realmente queremos e desejamos.  Quando nós não estamos na vibração correta, é praticamente impossível realizarmos os nossos desejos e isto passa imperativamente pelo nosso sentimento.  Ao mentalizarmos os nossos desejos, nós nos colocamos na vibração correta dos desejos e criamos assim as condições para atingi-los.  Reflita o mesmo!

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias