BASTIDORES

Energia limpa e mobilidade

Grandes avanços estão sendo alcançados nas pesquisas na área da mobilidade e de energias renováveis.  O carro solar e o avião solar ou até eólico parece ser uma realidade. Um veículo solar é um veículo que utiliza a energia solar para a sua locomoção.  A superfície do carro solar é coberta por células fotovoltaicas (geralmente […]

Grandes avanços estão sendo alcançados nas pesquisas na área da mobilidade e de energias renováveis.  O carro solar e o avião solar ou até eólico parece ser uma realidade.

Um veículo solar é um veículo que utiliza a energia solar para a sua locomoção.  A superfície do carro solar é coberta por células fotovoltaicas (geralmente feitas de silício) que, ligadas eletronicamente, são chamadas de painéis solares (ou painéis fotovoltaicos).

O painel colhe a luz do sol e um coletor transforma esta luz em elétrons em movimento que geram energia para girar o motor e recarregar as baterias.  Assim, o painel fotovoltaico converte a energia do Sol em energia elétrica que alimenta um motor.

O carro solar é composto também por baterias podendo assim armazenar esta energia e usá-la quando a luz solar fica insuficiente como em dias nublados, etc.  As baterias são geralmente carregadas quando o carro está parado.  Graças às baterias o carro continua funcionando a noite.

A capacidade de armazenamento varia de um carro para outro.  Geralmente, isto vai de 1000 a 2000 watts.  No desafio solar mundial a capacidade autorizada é de 1.000 watts.

O melhor horário para o funcionamento do carro solar é entre meio dia 14h00 quando há maior incidência dos raios solares podendo assim, ao mesmo tempo, gerar energia instantânea e carrega as baterias com a energia gerada em excesso.

O motor de um carro solar é do tamanho de uma bola de basquete.  O carro solar não usa água ou olho.  Ele não tem marchas, não tem filtro nem bomba de óleo.

Os pneus são finos (normalmente, metade da largura dos de um carro normal) e têm, portanto, menos resistência que os pneus de um carro normal.  Eles são inflados com nitrogênio que se espalha mais lentamente pela borracha do pneu, mantendo a pressão por mais tempo.

As duas maiores vantagens do carro solar são o custo baixo e a preservação do meio ambiente por ser um carro que não polui.  Outra vantagem muito importante é o fato do carro solar não possui marchas e o seu motor é silencioso (não ronca), mesmo no seu limite de velocidade.

Para se adequar à aerodinâmica do carro, o piloto fica deitado dentro, porém com acesso fácil ao painel de comandos, onde lê dados de GPS, velocímetro, inclinômetro, e sensores de corrente e tensão.

Anualmente, ocorre no mês de outubro, o “Desafio Solar Mundial”.  É uma competição bienal, realizada desde 1987, onde carros movidos à energia solar vindo do mundo inteiro percorrem 3.021 km através do deserto australiano durante cerca de três dias de Darwin a Adelaide.

O intuito desta famosa competição é de promover a pesquisa com os veículos solares além de incentivar o uso das energias renováveis.

Além do carro solar, há também aeronaves solares e barcos solares.  O meio ambiental agradece e certamente isso impactará a nossa sobrevivência na face da terra.

O uso progressivo da energia solar residencial está crescendo e seu uso para geração de energia elétrica é um desafio muito grande para a humanidade.

A associação solar-eólico também é uma alternativa muito interessante de geração de energia a partir de sistemas híbridos.  Acredito que isto deve compor uma das nossas prioritárias de investimento em CT&I e que nossos jovens pesquisadores e startups devem olhar com bastante atenção esta área extremamente promissora.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias