Sobre o hipotético diálogo entre PT e PSDB

Na opinião do deputado estadual José Inácio, o PT jamais se disporá a dialogar com o PSDB, como sugeriu, há poucos dias, o governador Flávio Dino (PCdoB), como um dos caminhos para serenar o ambiente de crise política no país. Detalhe é que Zé Inácio tem peso político de uma pluma, quando o assunto é […]

Reprodução

Na opinião do deputado estadual José Inácio, o PT jamais se disporá a dialogar com o PSDB, como sugeriu, há poucos dias, o governador Flávio Dino (PCdoB), como um dos caminhos para serenar o ambiente de crise política no país. Detalhe é que Zé Inácio tem peso político de uma pluma, quando o assunto é discussão que envolve o PT nacional e o PSDB.

Flávio Dino pode até não ser ouvido em Brasília, como não deu ouvido à proposta de “Pacto pelo Maranhão”, colocada, em 2015 pelo deputado federal José Reinaldo. No entanto, entre o que fala Dino em Brasília e José Inácio há uma distância sideral. Dino é, hoje, a principal liderança do PCdoB, partido da base que tem maior trânsito no Palácio do Planalto, junto a Dilma Rousseff e a Lula.

Por outro lado, há de considerar o seguinte: hoje, ao abraçar a campanha pelo impeachment de Dilma, o PSDB está cada vez mais confiante de que ela não chega ao meado deste ano no cargo. Logo se conclui que colocar FHC frente a frente com Lula; ou Aécio Neves com Dilma é uma tarefa impossível nos dias presentes. Os tucanos não querem papo com o PT, mas, sim, a cadeira do Planalto.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias