O peso de Lula na eleição maranhense

Se Luiz Inácio Lula da Silva for preso nos próximos momentos do processo no TRF-4, no STJ, no STF ou perante o juiz Sérgio Moro, o Maranhão ecoará o impacto político com muito mais intensidade o que ocorrerá no Brasil. A iminente ausência de Lula na disputa presidencial já impacta todo o cenário pré-eleitoral. No […]

Se Luiz Inácio Lula da Silva for preso nos próximos momentos do processo no TRF-4, no STJ, no STF ou perante o juiz Sérgio Moro, o Maranhão ecoará o impacto político com muito mais intensidade o que ocorrerá no Brasil. A iminente ausência de Lula na disputa presidencial já impacta todo o cenário pré-eleitoral. No Maranhão, na verdade, ele nunca participou diretamente de campanhas.Mesmo assim, a sua influência foi tão marcante que o Estado acabou lhe dando o maior percentual de votos no país nas duas eleições – 2002 e 2008.

A diferença das outras campanhas é muito marcante.Desde 2002 quando foi eleito pela primeira vez, Lula foi imbatível em todos os 217 municípios maranhenses. Naquele pleito,José Reinaldo, apoiado por Lula/Roseana, foi às urnas com o PFL,PMDB, PL,PSD, PV, PSC, PST, PSDC.O PT, anti-Sarney, não participou.Já em 2006, com Reinaldo rompido com Roseana e apoiando Jackson Lago,no pequeno município de Central do Maranhão,Lula registrou a maior diferença percentual de votos perante Geraldo Alckmin.Alcançou 97,20% dos votos válidos, com 3.501, enquanto Geraldo Alckmin não passou de escassos 101, ou míseros 2,80%.

Daquelas eleições até agora,o Brasil mudou demais.Principalmente,a política do Maranhão.Sarney e a filha Roseana nem mandato eles têm mais.Quem comanda o Estado é o comunista Flávio Dino,alinhado com Lula e o PT.Portanto, em 2018,tudo indica que Lula não estará em nenhum palanque no Maranhão.Só se for usando as ferramentas da internet. Mesmo condenado,o PT anunciou que manterá sua candidatura.

Se isso ajuda ou atrapalha o pleito de governador do Maranhão,só o decorrer da campanha dirá.No contexto nacional, também é impossível imaginar o que vai acontecer.Uma coisa,porém, é certa.A chance de não ter eleição é mínima.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias