E agora?

Ao ser fustigado pelo deputado Raimundo Cutrim, que vem questionando a competência do juiz Ronaldo Maciel e da Polícia Civil para cuidarem do caso sobre contrabando na Ilha de São Luís, o magistrado, finalmente, recuou. O escândalo envolve um delegado, policiais militares e civis e empresários. Agora é com a PF e a Justiça Federal.

Ao ser fustigado pelo deputado Raimundo Cutrim, que vem questionando a competência do juiz Ronaldo Maciel e da Polícia Civil para cuidarem do caso sobre contrabando na Ilha de São Luís, o magistrado, finalmente, recuou. O escândalo envolve um delegado, policiais militares e civis e empresários. Agora é com a PF e a Justiça Federal.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias