Abatido pelo câncer

Em 2017, o maior impacto político no Maranhão foi o agravamento do câncer que deixou o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT), num quadro de irreversibilidade. A serem confirmados os prognósticos médicos, ele não retornará ao parlamento, cujo comando já se encontra, interinamente, nas mãos do vice, Othelino Neto (PCdoB).

Em 2017, o maior impacto político no Maranhão foi o agravamento
do câncer que deixou o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT), num quadro de irreversibilidade. A serem confirmados os prognósticos médicos, ele não retornará ao parlamento, cujo comando já se encontra, interinamente, nas mãos do vice, Othelino Neto (PCdoB).

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias