conquista

Estudantes indígenas da rede pública de ensino do Maranhão são aprovados na UFPA

16 indígenas do município de Grajaú, pertencentes ao povo Guajajara foram aprovados em diversos cursos da UFPA, inclusive para Medicina e Direito.

Suira Maira Bento Viana Guajajara, de 21 anos, foi aprovada em Medicina na UFPA. (Foto: Divulgação)

A educação pública do Maranhão vem obtendo grandes conquistas nos últimos anos, entre as quais a aprovação de estudantes indígenas no vestibular da Universidade Federal do Pará (UFPA) 2022. Para se ter ideia, 16 indígenas do município de Grajaú, pertencentes ao povo Guajajara e que são estudantes de escolas da rede pública estadual, foram aprovados em diversos cursos da UFPA, inclusive para Medicina e Direito, ambos de ampla concorrência. 

Entre os estudantes que ingressarão na UFPA, está Suira Maira Bento Viana Guajajara, 21 anos, aprovada em Medicina. A jovem estudante expressou felicidade pela conquista e fala dos obstáculos enfrentados durante o período de preparação para o vestibular. A persistência e o apoio da família foram fundamentais para a aprovação. A estudante ressaltou o desejo de prestar serviços médicos para o seu povo em um futuro próximo. 

“Estou muito feliz por essa conquista, porque foram quatro anos de muita tentativa e, por muitas vezes, eu quis desistir, mas com ajuda de meus pais continuei lutando e graças a Deus a aprovação veio. Eu quero dizer para os jovens indígenas não desistirem de seus sonhos e continuarem lutando que uma hora vai dar certo. Futuramente, eu quero dar uma assistência médica melhor para o meu povo, cuidar da saúde deles”, disse a futura médica Guajajara. 

A conquista do povo Guajajara rumo à universidade não parou por aí. Outros estudantes também foram destaque e conseguiram aprovação para a UFPA 2022, em diversos cursos. Foram aprovados Brendha Alves Rodrigues Pereira Guajajara, Makario Lopes Chaves Guajajara, Kauane Vitória Vieira Guajajara, no Curso de Direito; Marcos Providência Gomes Guajajara e José Pedro Guajajara, em Engenharia Sanitária e Ambiental. 

Também foram aprovados Flávia Lopes Lima Guajajara e Darciane Praxedes Soares, Odontologia; Dhomini Sindra Guajajara, Economia; Shirlene Rodrigues Paulino Guajajara, Ciências Biológicas; Raimara Sousa da Silva Guajajara, Cinema e Audiovisual; Tiago Bento de Almeida, Engenharia Mecânica; Euriceia Tomaz Gonçalves, Desenvolvimento Rural; Augusto Neto Ribeiro Isaac e Geane Carvalho Guajajara, Farmácia; e Jonatas da Silva Guajajara, Engenharia Civil. 

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, parabenizou os estudantes indígenas de Grajaú pela conquista e destacou a importância dos investimentos na educação, para garantir oportunidades a toda população do Maranhão. 

“Com esse feito, os indígenas enaltecem não apenas a educação do povo Guajajara, mas acima de tudo a educação do Estado do Maranhão que vem, ao longo dos anos, obtendo resultados expressivos e se destacando no cenário nacional. O governador Flávio Dino e o vice-governador Carlos Brandão acreditam na transformação da sociedade por meio da educação, por isso, têm investido fortemente nesse setor, para garantir um ensino de qualidade para todos”, afirmou o secretário.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias