serviço

Governo e Prefeitura de São José de Ribamar iniciam atendimentos na Carreta da Hanseníase

O serviço acontece no Viva Outeiro, das 8h às 16h, até sexta-feira (21).

Carreta da Hanseníase atende pacientes em São José de Ribamar. (Foto: Ilano Lima).

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) e a Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), iniciaram, nesta quarta-feira (19), os atendimentos da Carreta da Hanseníase. O serviço acontece no Viva Outeiro, das 8h às 16h, até sexta-feira (21). A atividade integra as ações da Campanha Janeiro Roxo, cujo tema do Maranhão é “Hanseníase: Identificar, Tratar e Curar”.

“Na Carreta, os pacientes passam por consulta de enfermagem e médica e, em caso de diagnóstico positivo para Hanseníase, de imediato, é iniciado o tratamento na unidade móvel. A continuidade dessa assistência é feita em uma das Unidades Básicas de Saúde do município, preferencialmente a mais próxima de onde o paciente reside”, explica a coordenadora Programa Estadual de Controle da Hanseníase da SES, Maria Raimunda Mendonça.

O atendimento obedeceu aos protocolos sanitários de enfrentamento à Covid-19 e Síndromes Gripais. Para a segurança dos pacientes, foi montado um ponto de triagem onde as pessoas passam por uma entrevista e testagem antes de serem direcionadas para o atendimento interno na Carreta.

Dona Valdeci Costa, de 60 anos, comentou que a carreta chegou em boa hora. “Há mais ou menos duas semanas, começaram a aparecer pequenas coceiras na minha pele. Então, quando soube que o serviço estaria disponível, resolvi aproveitar. Com certeza é algo muito positivo, pois é muito bom saber que existem pessoas que se preocupam com a gente, ainda mais com aqueles com pouca condição financeira para pagar os exames”, disse.

A aposentada Josimeire Alves, de 58 anos, também aprovou a iniciativa. “Lá onde eu moro, uma pessoa foi diagnosticada com Hanseníase. Então por via das dúvidas resolvi vir fazer a consulta e aproveitar para tirar dúvidas sobre a doença. Eu acho que ações como essa são sempre muito boas, porque nem sempre temos tempo e condições de fazer os testes; então quando é dada essa oportunidade, a gente agradece”, contou.

De acordo com a coordenadora de Epidemiologia da Semus de São José de Ribamar, Lília Abreu, a ação chega para fortalecer a campanha de enfrentamento da Hanseníase. “Ainda existe tabu com relação à doença. Contudo, temos pedido para a população para que, ao identificar a presença de manchas de pele esbranquiçadas ou com vermelhidão, e perda de sensibilidade, que procure atendimento médico. Quanto mais precoce for o diagnóstico, melhor será o tratamento”, alertou.

O objetivo da Carreta é aproximar a população do serviço de diagnóstico da doença para encaminhamento imediato ao tratamento. No Maranhão, em média, 3 mil pessoas são diagnosticadas anualmente com Hanseníase.

Para intensificar as ações de rastreio de novos casos, a Carreta da Hanseníase vai percorrer diversas cidades maranhenses, entre elas São Luís, Paço do Lumiar, Itapecuru Mirim, Arari, Vitória do Mearim, Viana, Lago da Pedra, Bacabal, Zé Doca, São Pedro da Água Branca, Açailândia, Imperatriz, Balsas, São Mateus do Maranhão, Coroatá, Codó, Caxias e Timon.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias