CORONAVÍRUS

No Maranhão

3733
181545
174412
3939
COVID-19

Afinal, a quarentena no Maranhão acabou?

Com reabertura do comércio e a volta ao trabalho, maranhenses movimentam as ruas com a sensação de que tudo voltou ao normal

Foto: Divulgação/Prefeitura de São Luís

O passeio na praia voltou; a ida ao shopping, ainda que breve, ficou mais frequente; o centro comercial de São Luís está lotado todos os dias; e as praças voltaram a ser tomadas por famílias de crianças cheias de energias. Depois de quase quatro meses “convivendo” com a pandemia, em quarentena, os maranhenses, assim como a população de boa parte do Brasil, começam a voltar à rotina.

Movimento na orla da capital tem aumentado constantemente, mesmo durante a quarentena. Foto: Divulgação/Sema

O trabalho, antes desenvolvido unicamente em home office, retorna à modalidade presencial em grande parte das empresas; a flexibilização do comércio voltou a movimentar as ruas; e o lazer também quer espaço nesse cenário em que há tantas novidades com as quais muitos ainda buscam se acostumar. Sim, o distanciamento social, também chamado por muitos de “quarentena”, é uma das medidas para prevenção da Covid-19, e ela permanece em vigor como norma sanitária.

“Primeiro, eu vim ao shopping comprar novas roupas de cama, porque esse tempo em casa me fez perceber que as nossas estavam muito gastas já. Depois, deu vontade de comprar calçados novos, porque vi que alguns dos meus estavam mofados, com tanto tempo sem uso. Hoje, voltei pra fazer compras no supermercado e me deu vontade de comer algo diferente aqui na praça de alimentação”. As palavras são da dona de casa Maria do Perpétuo Socorro Ramos, que mantém a garrafinha de álcool em gel dentro da bolsa e a máscara o tempo inteiro no rosto, enquanto passeia pelo shopping, perto da casa dela. “Eu me sinto segura sim, não peguei essa doença e mantenho meus cuidados dentro e fora de casa”, destaca Socorro.

No shopping, há uma série de medidas sanitárias e orientações frequentes aos consumidores. “Logo na entrada, é verificada a temperatura corporal, feita a aplicação de álcool em gel nas mãos dos consumidores, orientamos quanto a sinalização horizontal nos corredores e respeitamos o limite máximo de capacidade de 30% de ocupação no shopping. Mais do que nunca, precisaremos contar com a compreensão e a colaboração dos clientes nesta nova rotina de cuidados”, revela Rafael Saldanha, superintendente do mall.

Rafael Saldanha, superintendente de um shopping da capital

Consciência individual

As medidas coletivas são de grande importância para controle do contágio pelo novo coronavírus. Porém, somente elas não são suficientes. Para a infectologista Silva Fonseca, mesmos com as medidas de higiene adotadas por shoppings e lojas, a população precisa fazer a sua parte. “Não adianta querer voltar à rotina e achar que já está tudo bem. As pessoas precisam adotar novos hábitos e ter consciência de que ainda vivemos um momento delicado na saúde do nosso país”, defende a médica.

Infectologista Silvia Fonseca

Segundo a especialista, para lidar com o chamado “novo normal”, cada pessoa deve se policiar quantos os hábitos de higiene, dentro e fora de casa. “Só vamos passar por esse momento se todos contribuírem. Não basta o comércio atender a todas as medidas de distanciamento e higienização se a população não colaborar. Será como enxugar gelo”, aponta.

Medidas de prevenção

Com a reabertura do comércio, muitos consumidores estão aproveitando para resolver as pendências geradas durante a quarentena, mas, antes de sair de casa, alguns cuidados precisam ser tomados. Confira as orientações!

  • Use corretamente a máscara

“Quando usamos a máscara estamos protegendo uns aos outros. Mas seu uso deve ser correto. Ela precisa cobrir do nariz ao queixo, está ajustada ao seu rosto e evitar ser tocada. Não esqueça de trocar a sua máscara a cada duas horas de uso, sempre fazendo a higienização correta”, lembra a infectologista.

  • Evite aglomeração

“Quanto menos pessoas circulando, menor o risco de transmissão. Não podemos esquecer que o coronavírus é altamente contagioso, e evitar qualquer ocasião que reúna um número grande de pessoas é uma das principais medidas para frear o vírus. Ao ir aos shoppings ou supermercados, busque os horários com menor fluxo de pessoas” alerta.

  • Evite contato físico

“As mãos são veículos transmissores do coronavírus, e diversas outras doenças. Por isso evite qualquer tipo de contato físico com outras pessoas. O melhor a se fazer agora é cumprimentar à distância, evitar tocar objetos de uso comum como corrimão de escadas, maçanetas de portas, ou qualquer superfície e caso aconteça, tenha em mãos o álcool em gel”, orienta.

  • Lave as mãos com frequência

“Esta é a principal medida de higiene básica recomendada. Lavar bem as mãos, e isso inclui os dedos, unhas, punho, palma e dorso, com água e sabão ou álcool em gel 70%, é fundamental para eliminar o vírus”, destaca.

  • Faça lista de compras antes de sair

“Quando precisar ir ao supermercado, faça sua lista antes de sair de casa para não perder tempo escolhendo produtos que não precisa e se expor em ambientes externos”, pontua.

  • Evite sair de casa

“Estamos na maior pandemia do século XIX, então se não precisar, fique em casa. Mas se precisar sair, cumpra as orientações de higiene e distanciamento, para que possamos vencer esse momento”, aconselha a infectologista.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias