CORONAVÍRUS

No Maranhão

4193
78115
57370
1943
MARANHÃO

Após quatro dias, jumentos que caíram em poço são resgatados em São Luís

Em uma das redes sociais do Corpo de Bombeiros, a equipe divulgou fotos e um relato de como foi realizado o resgate dos jumentos

Divulgação/CBMMA

Na tarde desta quinta-feira (25), uma equipe do Batalhão de Busca e Salvamento (BBS) realizou o resgate de dois jumentos que caíram em um poço, no bairro Vila Nestor, em São Luís. No momento do resgate, os dois animais estavam bastante fragilizados por conta do tempo que estavam lá e o ambiente que não possuía nenhuma ventilação.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, os dois animais já estavam no poço há pelo menos quatro dias e caíram de uma altura de aproximadamente 8 metros. Já no local, a equipe realizou algumas habilidades das técnicas de salvamento terrestre, e montou um tripé com vatagem mecânica do tipo 4×1 simples.

A equipe então precisou fazer amarrações em pontos estratégicos dos animais para não provocar neles nenhuma tipo de lesão nos dois jumentos, já que são de grande porte e podem ter se machucado após a queda.

Ainda segundo os Bombeiros, a equipe de salvamento encontrou muita dificuldade em retirar os animais, já que a abertura no poço era muito estreita. No entanto, felizmente os animais foram resgatados com sucesso.

O Corpo de Bombeiros alerta sobre os riscos de manter um poço aberto sem isolamento, pois oferece perigo inclusive às pessoas próximas ao local, principalmente em períodos de chuva, que podem não ser vistos.

O processo de resgate dos dois jumentos foi divulgado em uma das redes sociais do Corpo de Bombeiros.

View this post on Instagram

No bairro Vila Nestor, na capital, dois jumentos caíram no fundo de um poço e ficaram confinados por pelo menos quatro dias, até que, às 14h00min de quinta-feira (25), a guarnição de serviço do Batalhão de Busca e Salvamento (BBS) foi acionada para resgatar os animais. Chegando ao local, a equipe confirmou as informações e utilizou conhecimentos e habilidades das técnicas de salvamento terrestre, montando um tripé com vatagem mecânica do tipo 4×1 simples. Nos animais, foram feitas amarrações em pontos estratégicos para não lesioná-los ainda mais, uma vez que por serem de grande porte e terem caído de uma altura de aproximadamente 8m poderiam ter sofrido várias lesões. Após a montagem do sistema, a guarnição iniciou a retirada dos animais que já encontravam-se bastante fragilizados devido ao tempo e ao ambiente sem ventilação. A equipe encontrou dificuldade no içamento devido a abertura da cavidade ser bastante estreita, mas concluiu a missão com sucesso. O Corpo de Bombeiros alerta sobre os riscos de manter um poço aberto sem isolamento, pois oferece perigo inclusive às pessoas próximas ao local, principalmente em períodos de chuva, que podem não ser vistos. Guarnição de Serviço Ten Borges (Águia 111); Sgt Augusto (Águia 12); Sgt Alysson (Águia 70); Sgt Stâney (Águia 130). @bbs_aguias #governodoestado #maranhao #segurancapublica #security #firefighter #bombeirosbrasil #bombeiromilitar #bombeirosdomaranhao #cbmma #bbs #águias #resgatedeanimal #espaçoconfinado #tecnica

A post shared by CBMMA – Oficial (@bombeiromilitar_ma) on

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias