ECONOMIA

Caixa Econômica baixa juros para casa própria

O novo percentual começa a valer a partir da próxima segunda-feira, 14.

Reprodução

A Caixa Econômica Federal (CEF) reduziu ontem, 8, em um ponto percentual, os juros para financiamento imobiliário pelo Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Com a mudança, a taxa mínima cobrada passa de 8,5% para 7,5%  mais taxa referencial (TR); e a máxima de 9,7%% para 9,5% mais TR.

No entanto, apesar de aumentar a atratividade da linha de crédito no banco, que é o maior financiador de imóveis do país, a queda foi menos agressiva do que a de outras instituições como Bradesco, Banco do Brasil e Itaú, que já tinham feito tal movimento. O novo percentual começa a valer a partir da próxima segunda-feira, 14.

Essa é a segunda redução feita pela Caixa somente este ano. Em junho, houve queda de até 1,25 ponto percentual em operações pelo SBPE. A medida atual atinge as famílias de classe média, que não se enquadram nas faixas do Minha Casa Minha Vida, mas que estão em um nível logo acima. O corte de juros valerá para créditos com saldo devedor atualizado pela TR no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

As novas taxas foram possíveis graças ao recuo histórico da taxa básica (Selic), que está em 5,5% ao ano com expectativa de novas quedas até o fim do ano.

Concorrência

Entre os maiores bancos do país, o que oferece as menores taxas é o Bradesco com juros de 7,30% mais TR, seguido do Banco do Brasil, com 7,40% mais TR.

Já o presidente da Caixa Pedro Guimarães, afirmou que o banco acompanha o mercado e busca sempre as melhores condições para que os brasileiros possam realizar o sonho da casa própria. Sobre operações com o IPCA, o presidente disse que, do ponto de vista matemático, sempre vai ser mais atrativo, mas há ressalvas.

“O que acontece é que há um risco maior, se houver um aumento relevante da inflação. Por causa disso, a Caixa oferece as duas modalidades, para que os brasileiros possam escolher com muita tranquilidade”, disse. A Caixa é o único banco que opera com taxa vinculada à inflação, até o momento.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias