ALERTA

Água é vida – uma série que vai mostrar o real valor da água

Série do jornal O Imparcial vai mostrar por meio de publicações a importância da água na vida humana e o seu uso e presença em diversos aspectos.

Foto: Reprodução

Presente na vida terrestre desde os tempos mais remoto a água é fundamental para a continuação da vida na Terra. Para se ter uma ideia mais exata, 70% da superfície do planeta é coberta por água em grande parte, por água salgada e está nos oceanos, sendo inapropriada para o uso agrícola e industrial. Segundo a Unesco somente 2,5% da água do nosso planeta é doce, e a maior parte está em geleiras. A água doce que é própria para consumo, já se encontra em falta, em várias partes do mundo.  Menos de 1% de toda a água que existe é apropriada para consumo do homem e se encontra nos rios, lagos e lençóis subterrâneos (subsolo / difícil acesso).

De acordo com os estudos mundiais sobre a água no mundo, cerca de 13,7% de toda a água doce existente no planeta, se concentra no Brasil e que 73% do volume de água doce do país está localizado na Bacia Amazônica. Cerca de 23% restante de água doce está distribuída, desigualmente, pelo Brasil, para atender a 93% da população. O Nordeste tem menos de 5% da reserva de água doce, e assim como os demais estados da região, o Maranhão está com seus recursos hídricos ameaçados.

Na série Água é vida idealizada pelo jornal O Imparcial que será publicada até o final de 2019, visa mostrar por meio de reportagens especiais, a importância deste líquido preciso para vida em diversos aspectos, tais como: o uso no cotidiano: a situação dos rios que abastecem e cortam a ilha de São Luís; a poluição e destruição das nascentes destes rios; a forma que está sendo feito o abastecimento na capital e nos outros municípios que fazem parte da região metropolitana; ações que podem contribuir para evitar o desperdício; o que é viver sem água e a sua necessidade. A série também pretende mostrar que mesmo diante dos problemas advindos do mau uso dos recursos hídricos, surge uma nova consciência de que é necessário utilizar a água racionalmente.

O desperdício de água no Brasil é muito elevado, sendo um volume total de 38,8% de toda a água tratada, segundo dados do Ministério das Cidades. Vale aqui ressaltar que acabar com o desperdício d’água, depende do cidadão e da forma como utiliza a água, mas também, de outros setores, relacionados com atividades econômicas na agricultura, no comércio e na indústria, ações que podem evitar o desperdício de água: como o uso de técnicas mais modernas e eficientes, que permitam a melhor utilização da água; o reaproveitamento de água; a utilização de mecanismos que controlem o consumo da água e contribuem para que esses setores não desperdicem água.

Um alerta para as futuras gerações

Segundo o RDH – Relatório de Desenvolvimento Humano (PNUD – ONU, nov. 2006), aproximadamente, 1,1 bilhão de pessoas não têm acesso à água tratada no mundo. O relatório estima que cerca de 2,6 bilhões de pessoas não têm acesso ao saneamento básico de água (maioria dessas pessoas vivendo na África e na Ásia) e que a metade de doentes, em leitos de hospitais, é devido ao consumo de água imprópria.  De 1960 para cá, o consumo de água se multiplicou, pois, nesse ano existiam 3 bilhões de habitantes em nosso planeta. Atualmente, existem 7,6 bilhões de habitantes! E calcula-se que 2100, seremos 11 bilhões de pessoas.

Em Gênesis 1:1-2/6-8, primeiro livro da Bíblia, que norteia a vida de cristãos no mundo, a referência sobre o líquido mostra a sua importância durante a criação do universo: “No princípio Deus criou os céus e a terra. Era a terra sem forma e vazia; trevas co­briam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas”.  Depois disse Deus: “Haja entre as águas um firmamento que separe águas de águas”. Então Deus fez o firmamento e separou as águas que ficaram abaixo do firmamento das que ficaram por cima. E assim foi. Ao firmamento, Deus chamou “céu”.

Independe do credo religioso de cada indivíduo na Terra, uma coisa que todos concordam em todos os sentidos que a água é indispensável para a vida, e existem muitas razões vitais para utilizá-la com responsabilidade e é isto que a série Água é vida se propõe a mostrar em suas próximas edições que se faz necessário repensar a “água” em diversos aspectos para uma maior consciência para as gerações de hoje e de amanhã.

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias