DIA DOS NAMORADOS

Paciente tetraplégica casa-se dentro de hospital em Coroatá

Em tratamento há quatro meses por conta de um acidente que a deixou tetraplégica, oficializou a sua união com seu companheiro, demonstrando que o amor é mais forte do que qualquer outro sentimento.

Reprodução

“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

Esta é uma das mais belas definições sobre o verdadeiro sentido do amor, e está escrito na Bíblia em 1 Coríntios 13:1-7. E foram com estas palavras que Maria Solange da Conceição Lobão, de 41 anos, realizou seu sonho de casar, ao lado do noivo Enoque Chaves Filho de 46 anos. A cerimônia de casamento inesquecível ocorreu na manhã desta terça-feira (11), nas dependências do Hospital Macrorregional de Coroatá. 

Maria Solange da Conceição Lobão, que sofreu uma grave lesão na coluna, que a deixou tetraplégica.

À véspera do Dia dos Namorados, médicos, enfermeiros e funcionários do hospital testemunharam o “sim” do casal que é da cidade de Barra do Corda que está na cidade por conta do acidente sofrido por   Maria Solange da Conceição Lobão, que sofreu uma grave lesão na coluna, que a deixou tetraplégica.  A paciente casou-se deitada em uma cama. Internada há três meses, ela sofreu um grave acidente, após ser atingida por um tronco de madeira enquanto salvava a vida da própria filha.

Apesar de rápida, a cerimônia emocionou a todos que presenciaram o momento que mostrou que o amor não tem limites. Chorando o tempo todo, o noivo Enoque Chaves não largava da mão de sua amada, que respondia apenas com gestos, o seu carinho. O casamento foi celebrado pelo Pastor Mateus Pessoa, da Assembleia de Deus da cidade de Barra do Corda, que viajou até Coroatá para realizar a cerimônia.

O diretor Administrativo do Macrorregional Fanfan Bezerra, explicou que essa foi a maneira de ajudar o casal a realizar o sonho de casar, “e que a união dos dois provam que o amor vencem barreiras e dificuldades”, disse o gestor.

Maria Solange está em tratamento, e dentre alguns dias, ela deverá realiza uma nova cirurgia. Os médicos já disseram, que o trauma na coluna de Maria Solange é irreversível, mais que o procedimento lhe dará mais qualidade de vida.

O casamento foi divulgado na rede social da Secretária de Estado da Saúde do Maranhão, que registrou e postou a seguinte mensagem: “Estamos emocionados com essa bela história dentro da nossa rede estadual. Se o amor não mudar o mundo, o que mudaria?”

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias