CARNAVAL 2019

Passarela do Samba vai ampliar área para idosos e deficientes

Além disso, a Passarela contará pela primeira vez com monitores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras)

Foto: Divulgação

A Passarela do Samba contará pela primeira vez com monitores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (Libras).

A iniciativa é da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), Governo do Estado e os Comitê Gestor Estadual de Políticas de Inclusão das Pessoas com Deficiência e o Comitê Municipal de Valorização da Pessoa Idosa (CVPI), e possibilitará o transporte de cadeirantes até a passarela durante todos os dias da folia momesca, além de espaço preferencial.

Além do transporte, outros serviços serão oferecidos às pessoas com deficiência e mobilidade reduzida como o espaço preferencial para até 500 pessoas, que receberá além de pessoas com deficiências e pessoas com mobilidade reduzida, idosos e gestantes.

As pulseiras de acesso poderão ser trocadas por um quilo de alimento não perecível, e será realizada durante os dias de programação da Passarela do Samba, a partir das 16h, em bilheteria também acessível, com guichê exclusivo. Também será oferecido estacionamento prioritário, intérpretes de Libra e banheiros químicos acessíveis nas proximidades do camarote reservado.

Toda a passarela estará acessível com calçamento nivelado e sinalização. Como parte das ações haverá, ainda, uma sensibilização sobre acessibilidade para as equipes que irão trabalhar durante o evento. Também será desenvolvida uma campanha de divulgação nas redes sociais para informar ao público que os serviços estarão disponíveis.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS