REGIÃO METROPOLITANA

Suspeitos de arrombar instituições financeiras são apresentados pela polícia

Além do arrombamento nas duas agências bancárias, os acusados estão envolvidos também em crimes de arrombamentos em cofres de farmácias localizadas na capital.

F

Foto: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira, 22, a polícia civil apresentou no auditório da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), os acusados envolvidos em vários arrombamentos de instituições financeiras em São Luís. Maurício Daniel Gomes e Eduardo Sousa Ferreira responderão pelos crimes à Justiça.

De acordo com as informações policiais, os dois criminosos teriam realizado arrombamentos  nas agências do Banco do Brasil da Alemanha e o Banco Itaú da Avenida dos Holandeses. Ainda de acordo com as investigações, além do arrombamento nas duas agências bancárias, os acusados estão envolvidos também em crimes de arrombamentos em cofres de farmácias localizadas na capital.

Maurício e Eduardo são apontados pelos crimes, sendo a do Banco do Brasil, no bairro da Alemanha dia 17 de janeiro, de 2019, e ao Banco Itaú, no bairro do Calhau, ocorrido no dia 16 de fevereiro de 2019. Os elementos também são apontados como os autores de quatro arrombamentos em cofres das farmácias em São Luís. Os dois acusados são apontados ainda, de duas tentativas de arrombamentos, os quais foram frustradas após o acionamento do alarme. As informações dão conta que a SEIC, por meio do Departamento de Combate ao Roubo às Instituições Financeiras (DCRIF), prendeu os acusados Maurício Daniel Gomes e Eduardo Sousa Ferreira pelos crimes citados.

Foto: Divulgação

Após o crime, a equipe da Seic realizou intensa investigação para prender os suspeitos. Eles foram presos em um condomínio no bairro do Turu. A dupla é suspeita ainda de realizar arrombamentos em cofres de farmácias nos bairros do Anil, no Olho D´Água, na Avenida dos Holandeses e também no bairro da Cohama.

Os acusados possuem muitas passagens nos crimes de Furto Qualificado contra as instituições financeiras. São ainda suspeitos de praticarem os crimes em diversos estados da federação como Roraima, Rondônia e Pará.

De acordo com o superintendente da SEIC, Carlos Alessandro Maurício Daniel Gomes é foragido do Sistema Penal do estado de Rondônia, Ele chegou em São Luís em meados de novembro do ano passado.

A Seic ainda está realizando a investigação de outros casos que aconteceram na capital, podendo ter sido cometido pelos mesmos criminosos.

Os criminosos foram ouvidos pela equipe de delegados da SEIC e responderão à Justiça pelos crimes lhes imputado.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS