TRAGÉDIA EM MINAS

Último relatório aponta 60 mortos e 292 desaparecidos em Brumadinho

Até o final da noite de ontem, apenas 19 dos 60 mortos confirmados haviam sido identificados, o que indica que parte de alguns desses desaparecidos já pode ter sido encontrada, mas ainda não foi devidamente identificada

(Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

O Corpo de Bombeiros informou na noite do último domingo (27) que 60 pessoas morreram na tragédia de Brumadinho (MG), onde uma barragem de rejeitos de mineração da empresa Vale se rompeu na tarde de sexta-feira (25). Até o momento, 292 pessoas estão desaparecidas. Até o final da noite de ontem, apenas 19 dos 60 mortos confirmados haviam sido identificados, o que indica que parte de alguns desses desaparecidos já pode ter sido encontrada, mas ainda não foi devidamente identificada.

O coordenador da Defesa Civil de Minas, tenente-coronel Flávio Godinho, explicou que o número de desaparecidos aumentou, pois mais nomes foram incluídos na lista em relação a que foi divulgada pela manhã.

De acordo com o tenente Pedro Aihara, porta-voz dos bombeiros, as equipes elencaram 14 áreas prioritárias de busca, entre elas locais onde estão soterrados uma locomotiva, uma pousada, ônibus e o refeitório da mineradora Vale, onde a maioria dos funcionários estava na hora do rompimento da barragem.

Os bombeiros trabalham com a possibilidade de encontrar sobreviventes. Mas o porta-voz admite que alguns corpos poderão não ser localizados.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS