NOVO ATERRO

Sem palafitas, moradores do São Francisco veem nova paisagem e se preparam para mudança radical

Com o projeto PAC Ponta do São Francisco, haverá a construção de um aterro para conter as áreas de alagamento, além da construção de quadras, praça e uma avenida que interligará o bairro às vias vizinhas

Palafitas foram retiradas da região (Foto: Jeferson Stader)

A paisagem e a vida no bairro São Francisco, em São Luís, estão diferentes. Onde antes existiam palafitas, agora os moradores apreciam a vista. Além da ponte do São Francisco, o mar da baía de São Marcos e o Centro Histórico de São Luís lembram os antigos tempos do bairro. “Eu só vi essa paisagem assim quando eu era criança e vai ficar melhor ainda né?”, comentou a técnica em segurança do trabalho Genilsa de Souza. Moradora, há mais de 30 anos, da região conhecida como Ponta do São Francisco, Genilsa foi uma das que foram conferir de perto, na terça-feira (22), o início das obras de urbanização do bairro realizadas pelo Governo do Estado.

Com o projeto PAC Ponta do São Francisco, haverá a construção de um aterro para conter as áreas de alagamento, além da construção de quadras, praça e uma avenida que interligará o bairro às vias vizinhas. O projeto, também, inclui obras de abastecimento de água, saneamento básico e melhoria da iluminação pública. “Eu acho ótimo, para quem viveu na situação que a gente vivia… Tinha muitas crianças que sofriam acidente, caiam lá embaixo, eu acho ótimo a urbanização”, disse Genilsa.

Dona Maria José Tinoco, pescadora de 70 anos, que vive no lugar há meio século comemorou o início das obras. “Agora está bom demais. Ficou outra vista. A gente olhava do outro lado para cá e só via aquela coisa feia. Agora melhorou bastante, até para quem morava nas palafitas, que antes morava em cima d’água e agora está na terra”. Segundo ela, as promessas de mudança no bairro eram antigas. “Estou muito feliz porque entrava governo, saía governo e só Flávio Dino olhou para cá”.

Projeto

Com ampla obra de infraestrutura, o projeto inclui desde aspectos estruturais até melhorias para o lazer da comunidade. O aterro será construído nas áreas sujeitas a alagamentos causados pelo fluxo das marés e haverá ainda coreto, playground, academia ao ar livre, praça, duas quadras, dentre outros.

Para apoio à atividade pesqueira, está prevista ainda a construção de estacionamentos, rampas de acesso pesqueiro ao Rio Anil e Bacia de São Marcos, além de galpão de apoio a comunidade pesqueira.

Minha Casa Minha Vida

Atualmente, os antigos moradores das palafitas recebem o aluguel social do Governo do Estado no valor de R$ 500. A estadia provisória é até ficarem prontos os apartamentos novinhos que eles receberão no Residencial José Chagas.

Também construído pelo Governo do Maranhão, por meio do programa Minha Casa Minha Vida, 256 famílias serão contempladas com as unidades dos residenciais, localizadas na Avenida Ferreira Gullar. As obras já estão em fase de acabamento.

Entorno

A urbanização da Ponta do São Francisco é apenas uma das intervenções do Governo do Maranhão na paisagem urbana da região. Em uma recente parceria com a Prefeitura de São Luís, a Agência Executiva Metropolitana (Agem) entregou uma nova praça na Avenida Ferreira Gullar, na Ilhinha. A revitalização do local que era um canteiro recebeu novo projeto paisagístico, iluminação e acessibilidade.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias