NOVO ATERRO

Após remoção de palafitas, praça será construída ao lado da ponte São Francisco

Obras autorizadas pelo Governador para construção de praça e saneamento onde existiam palafitas no São Francisco devem começar de imediato

Área onde as palafitas foram retiradas (Alan Azevedo / O Imparcial)

O governador Flávio Dino assinou nesta terça-feira (23), ordem de serviço para o início das obras do projeto PAC Ponta do São Francisco. Além de um aterro para construção de praça, quadras e uma avenida que interligará o bairro às vias vizinhas, o projeto também inclui obras de abastecimento de água, saneamento básico e melhoria da iluminação pública.

“Teremos aqui um grande avanço, um grande benefício, na medida em que esses R$ 7 milhões feitos no nosso governo, em parceira com o Governo Federal e a prefeitura de São Luís, vão garantir a urbanização de todo o território”, afirmou o governador Flávio Dino.

Os antigos moradores das palafitas também serão contemplados com as melhorias do bairro. Atualmente, eles recebem o aluguel social no valor de R$ 500 para pagar a estadia provisória. E em breve serão contemplados com parte das 256 unidades do Residencial José Chagas, unidades do Minha Casa Minha Vida construídas pelo Governo do Estado na Avenida Ferreira Gullar.

“É um passo muito significativo nesse conjunto de esforços para melhorar as condições de vida dessa população que há tanto tempo foi esquecida”, destacou o governador.

O contraste social é evidente (Alan Azevedo / O Imparcial)

Projeto

O aterro será construído nas áreas sujeitas a alagamentos causados pelo fluxo das marés e haverá ainda a construção de equipamentos públicos de apoio à pesca e lazer, em conformidade com seus respectivos projetos urbanísticos e complementares.

Está prevista também a criação de estacionamentos, rampas de acesso pesqueiro ao Rio Anil e Bacia de São Marcos, além de galpão de apoio a comunidade pesqueira ali existente e localizadas ao longo da Avenida Ferreira Goulart.

“É uma obra ampla de infraestrutura dessa região. Teremos uma avenida construída sobre um aterro, que vai cercar toda essa área conhecida como Ponta de São Francisco, teremos requalificação da área, além de equipamentos de esporte e lazer e geração de renda”, disse a secretária de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Flávia Alexandrina.

No detalhe, região que será aterrada (Alan Azevedo / O Imparcial)

Moradora do bairro há mais de 20 anos, a aposentada Eulália Costa Macedo, de 73 anos, se sentiu valorizada com o início das mudanças no bairro.

“Só a retirada das palafitas já melhorou muito, as crianças caiam, agora não. Eles estão morando em lugares melhores, a gente que ficou aqui se sente mais valorizada e agora dá pra ver até o mar”, disse, apreciando a paisagem.

A obras autorizadas nesta terça-feira têm início imediato e deverão ser entregues até o próximo ano.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias