SÁBADO

Praça Deodoro e parte da Rua Grande serão reinauguradas no sábado

As obras custaram mais de R$ 20 milhões ao Governo Federal, através do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e foram executadas em parceria com a Prefeitura de São Luís

Patrimônio Histórico foi restaurado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís (Foto: Maurício Alexrandre/Agência São Luís)

A restauração Praça Deodoro e as primeiras quatro quadras da Rua Grande serão entregues no dia 22, às 17h30. As obras custaram mais de R$ 20 milhões do Governo Federal, através do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e foram executadas em parceria com a Prefeitura Municipal de São Luís durante quase um ano.

Toda a fiação do primeiro trecho entregue da Rua Grande foi embutida, e as praças ganharam nova perspectiva de dimensão. Segundo a prefeitura, “o projeto executado contou com soluções urbanísticas e arquitetônicas que resgatam a importância histórica do local, antes conhecido como Campo de Ourique, e a vista privilegiada da Biblioteca Benedito Leite”. As praças e alamedas estão integradas, com espaços acessíveis e sem obstáculos, como se formassem uma só.

Os famosos bustos de grandes personalidades das artes e letras do Maranhão retornaram a Praça Panteon, em frente à Biblioteca Benedito Leite, depois de ficarem 11 anos armazenados no Museu Histórico e Artístico do Maranhã.

Desde 1998, eles são uma homenagem póstuma oficial e permanente a Clodoaldo Cardoso, Gomes de Sousa, Henriques Leal, Arthur Azevedo, Urbano Santos, Dunshee de Abranches, Nascimento de Morais, Gomes de Castro, Bandeira Tribuzi, Maria Firmina, Arnaldo de Jesus Ferreira, Ribamar Bogéa, Coelho Neto, Raimundo Corrêa, Raimundo Teixeira, Raimundo Corrêa de Araújo, Silva Maia e Josué Montello, por suas contribuições as artes no Estado. São forjados em bronze e contam com placas de identificação.

Ainda segundo a Prefeitura, a requalificação completa da Rua Grande irá custar mais de R$ 36 milhões. Durante a execução das obras, a Prefeitura de São Luís libera retira o comércio informal, reordena o trânsito, conclui o trecho e reestabelece a normalidade. Dentre os objetivos estão embutir toda a fiação elétrica, revisar os sistemas de saneamento e de combate a incêndio, e disponibilizar sinalização turística.

RESTAURAÇÕES

Nos últimos cinco anos, foram concluídas oito intervenções pelo PAC Cidades Históricas, somando cerca de R$ 14,2 milhões investidos pelo Governo Federal. Até agora, a Praça da Alegria já foi restaurada, além da restauração das fachadas de azulejo número 37 do sobrado da Praça João Lisboa, do sobrado da Faculdade de História, do sobrado da Fapema, do Teatro Artur Azevedo, do antigo Fórum Universitário da UFMA (Curso de Direito), do Palácio Cristo Rei (Reitoria da UFMA), e, do Museu de Artes Visuais.

Também estão em execução as obras de restauração do Palácio das Lágrimas, da Junta Comercial, do Centro Artístico Operário, do Centro Educacional Guaxenduba, do Teatro João do Vale e do Teatro Tablado, com contratos que somam investimentos de R$ 10,9 milhões.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS