SÃO LUÍS

Em 2018, mais de 94 mil toneladas de resíduos sólidos foram descartados irregularmente em São Luís

Recolhimento é feito por meio dos serviços de remoção manual e mecanizada, que ocorrem de segunda à sábado, das 7h às 23h

Prefeitura recolheu este ano mais de 94 mil toneladas de resíduos sólidos descartados irregularmente (Foto: Douglas Junior)

A Prefeitura de São Luís já recolheu este ano mais de 94 mil toneladas de resíduos sólidos descartados irregularmente nas vias públicas da cidade. Por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, a gestão municipal faz ações de remoções em pontos de descarte irregular de resíduos sólidos pela cidade. Este recolhimento é feito por meio dos serviços de remoção manual e mecanizada, que ocorrem de segunda à sábado, das 7h às 23h, para garantir a limpeza desses locais. Por meio das remoções são eliminados pontos de descarte irregular, conhecidos popularmente como “lixões” na cidade.

Somente em dezembro o serviço de remoção manual ou mecanizada já passou pelos bairros Anil, Liberdade, Camboa, Itapiracó, Ilhinha, São Francisco, Areinha, Cidade Olímpica, Centro, Cohaserma, Altos do Calhau, Turu, Chácara Brasil, Renascença, Cohab, Anjo da Guarda entre outros. Diariamente estão feitas ações de remoção na faixa de areia das praias da cidade para recolher o lixo descartado indevidamente na orla da cidade. O mutirão está sendo intensificado neste período por causa da temporada de chuvas que está por vir. O lixo acumulado nos bueiros da capital constantemente gera transtornos nesta época do ano.

Por dia, estão sendo recolhidos um média 300 toneladas de lixo jogados nas ruas da cidade. Entretanto, segundo a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, o volume de recolhimento poderia ser maior. “Nem todo o lixo que é produzido em São Luís é recolhido porque muita coisa acaba se perdendo por causa dos descartes irregulares, apesar de termos ações diárias para coibir essa prática e coletar o que é decorrente dela. Esta perda ocorre porque muitos resíduos acabam indo parar nos rios da cidade e levados pela correnteza, impossibilitando seu recolhimento”, disse.

ECOPONTOS

O Comitê Gestor de Limpeza Urbana sempre pede o apoio da população de São Luís para garantir a limpeza da cidade. “A limpeza urbana abrange diversas áreas. Com ela garantimos a melhoria da saúde pública, a proteção do meio ambiente, uma paisagem urbana mais agradável e o bem-estar dos moradores, por isso, a população deve fazer sua parte neste processo. É fundamental que cada morador cuide do seu lixo da forma correta”, frisa Carolina Moraes Estrela.

Através de nota, a prefeitura recomenda que a população “acondicione o lixo domiciliar em sacos plásticos bem fechados, evitando que este lixo se espalhe pelas vias públicas, entupindo galerias e bueiros. Também é necessário descartar o lixo apenas nos dias de coleta de cada bairro, observando o horário em que o caminhão de coleta passa para fazer o recolhimento”.

Para coibir o descarte irregular e garantir à população espaços adequados para o descarte dos resíduos não recolhidos pelo serviço de coleta domiciliar, a Prefeitura de São Luís tem implantado Ecopontos. Já são 11 em funcionamento. Em outubro, foi assinada a ordem de serviço para a construção de mais cinco Ecopontos, no Centro, Cidade Operária, Sacavém, Itapiracó e Vila Isabel.

A população pode ainda denunciar os “lixões” irregulares para que seja feito a limpeza, ligando para a Central de Atendimento do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, pelo telefone 0800 098 1636.

Além disso, a Prefeitura lista cinco dicas para que as pessoas colaborem na limpeza da cidade:

– Não jogue lixo ou entulho nas vias públicas, córregos, terrenos baldios, bueiros e encostas. Além de poluir a cidade, o lixo nas ruas entope bocas de lobo e pode provocar enchentes;

– No trânsito, respeite os cones de sinalização. Eles estão ali para proteger os varredores, que estão trabalhando para deixar a cidade mais limpa;

– Respeite os dias e horários de descarte do lixo para coleta, evite deixar seu lixo na rua por mais tempo que o necessário;

– Embale corretamente seu lixo, em sacolas resistentes, bem fechadas e de tamanho adequado, para evitar que elas se abram e espalhem o lixo nas vias públicas. Lixo não embalado, além de exalar mau cheiro, atrai animais que podem ser portadores de doenças;

– Proteja o vidro e outros materiais perfurocortantes (estiletes, pregos, lâminas etc) com material resistente antes de colocá-lo na sacola e pressione as tampas das latas para dentro. Esses materiais desprotegidos podem ferir o agente de limpeza, mesmo ele usando as luvas protetoras.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias