RELATÓRIO

Relatos apontam que jovens são maiores vítimas no trânsito

Relatório de seguradora aponta que 49 mil jovens, na faixa etária de 18 a 34 anos, foram vítimas de acidentes de trânsito nas capitais do país nos últimos dois anos

Acidente na Avenida Beira-Mar

Seis pessoas morreram nas ocorrências do último fim de semana, em diferentes regiões do estado, segundo relatório da Polícia Rodoviária Federal. Na sexta-feira, 9, foram três acidentes com óbito ocorridos em duas BRs que cortam o estado do Maranhão.

“O primeiro acidente foi registrado por volta das 4h20 da manhã, no Km 408 da BR-230 no município de Balsas. Uma motocicleta ocupada por um casal foi colidida na traseira por um veículo não identificado, que fugiu do local. O Samu foi acionado, mas quase nada pôde fazer, pois o casal já havia morrido”, diz o Núcleo de
Comunicação da PRF. Jailson Pereira, de 24 anos, e Patrícia Santos, de 21, morreram no local. A causa presumível do acidente foi Falta de Atenção à Condução.

Por volta das 11h30min de sábado (10), no Km 2.2 da BR-135, um veículo não identificado colidiu na traseira de uma moto sem placa, conduzida por Diógenes Pereira da Silva, de 27, que veio a óbito no local. Também no sábado, no Km 104 da BR-010, entre Estreito e Carolina, às 18h, um caminhão saiu da pista e, em seguida, capotou. O condutor Lusbbery da Silva Moura, 34 anos, veio a óbito no local.

Outros acidentes vitimaram Amanda Cristina Bogea, que estava de moto e foi atropelada em Miranda do Norte/MA, no Km 124 da BR-135, e uma ciclista, em Bacabeira/MA, no Km 51 da BR-135.

67 acidentados por dia

O mais recente relatório da seguradora Líder, responsável pelas indenizações do Seguro DPVAT, aponta que cerca de 49 mil jovens foram vítimas de acidentes de trânsito nas capitais do país nos últimos dois anos. Média é de 67 acidenta dos por dia, na faixa etária entre 18 e 34 anos.

Os jovens representaram quase 50% das pessoas indenizadas por acidentes de trânsito, nas capitais brasileiras, nos anos de 2016 e 2017, com mais de 49 mil indenizações do Seguro DPVAT.

Outro dado preocupante: entre os pagamentos para a faixa etária de 18 a 34 anos, mais de 37 mil (76%) foram por algum tipo de sequela permanente e outras 3,5 mil por morte.

Violência no trânsito

Os dados chamam a atenção para a violência no trânsito brasileiro que atinge, principalmente, a faixa etária considerada economicamente ativa. As indenizações pagas nos últimos dois anos mostram que a maioria dos jovens conduzia o veículo no momento do acidente: 37.084 motoristas no total. Em seguida, aparecem os
passageiros e pedestres, respectivamente, 6.479 e 5.484.

A motocicleta foi o veículo responsável pela maior parte destes acidentes: mais de 41 mil indenizações pagas, ou seja, 84,6% dos casos.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS