CIDADES

Alunos do curso de Turismo da UFMA realizam feira econômica criativa

O objetivo é proporcionar aos alunos conhecimentos sobre planejamento e organização de eventos públicos e privados, que faz parte do plano de ensino do curso e aplicando na prática o conhecimento.

Reprodução

Os alunos da disciplina de Gestão de Eventos e Cerimonial, do curso de Turismo da Universidade Federal do Maranhão, realizarão, no dia 4 de dezembro, a primeira edição da Feira de Economia Criativa, com o tema Economia Criativa: uma fábrica de oportunidades, no complexo da Fábrica Santa Amélia, na Rua das Crioulas, 214/282, Centro.

O objetivo é proporcionar aos alunos conhecimentos sobre planejamento e organização de eventos públicos e privados, que faz parte do plano de ensino do curso e aplicando na prática o conhecimento.

O evento visa discutir sobre esse mercado, que abrange diversas atividades que se utilizam de recursos culturais e capital intelectual para promover a diversidade e o desenvolvimento econômico e social. Em 2016, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro lançou o “mapeamento da indústria criativa no Brasil” e, segundo o Sebrae, a área criativa gerou riqueza de 155,6 bilhões para a economia brasileira.

Programação

Tendo em vista a importância do empreendedorismo criativo para o desenvolvimento socioeconômico do Brasil, a programação do evento conta com diversas ações como uma palestra promovida pelo Sebrae, às 9h; uma mesa-redonda de tema “Economia Criativa: Desafios do Empreendedor”, às 9h30; e oficinas criativas de tranças, turbantes e fotografias com celular, às 10h30.

Também consta na programação uma feira de expositores, atrações musicais e um desfile criativo, no intuito de fortalecer a propagação do tema, bem como orientações sobre economia criativa e experiências práticas para todos os participantes. O evento é gratuito. Para participar, basta realizar a inscrição on-line. Mais informações podem ser encontradas no Instagram e Facebook do evento.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS