RELIGIÃO

Sexta-feira de celebrações em São Luís

Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, é comemorado hoje com atividades religiosas e encerramento de festejo em várias comunidades e paróquias

Foto: Divulgação

É do bairro do Cohafuma que vai sair hoje, a partir das 17h, uma das mais tradicionais procissões da capital. É o encerramento da festa de Nossa Senhora Aparecida, na Paróquia Nossa Senhora Aparecida da Foz do Rio Anil. Além de la, a Capela da Fé em Deus, Paróquia de Nossa Senhora Aparecida – Vila São Luís, dentre outras, têm programações e missas especiais.

A programação no Cohafuma começa às 6h30, com a alvorada, e às 16h30 é o horário da procissão, encerrando com a missa solene às 18h. O tema deste ano pede reflexão sobre a missão dos leigos e leigas nas comunidades. “Os leigos e leigas em nossas comunidades são chamados a ser ‘Sal e Luz do Mundo’. Por isso, escolhemos como tema de festa: Com a Mãe Aparecida a serviço do Reino, e como lema: Vós sois o Sal da Terra a Luz do Mundo”, diz o pároco Padre Trindade.

A Paróquia Nossa Senhora Aparecida da Foz do Rio Anil comemora ainda 19 anos que a igreja foi alçada a Paróquia, em 12 de outubro de 1999, dois anos depois da sua construção. Desde o início do festejo, milhares de pessoas já passaram pela paróquia. Uma quantidade de fiéis maior do que no ano passado está sendo esperada para a procissão de encerramento do festejo. A movimentação em torno da santa começou ainda no mês passado, quando as capelinhas  (imagens da santa) percorreram residências do bairro e adjacências, além de outras paróquias.

Fé em Deus

A comunidade da Fé em Deus preparou o tradicional tapete religioso para receber a procissão. Há quase 20 anos mantém-se essa tradição, coordenado pelo produtor cultural Paulo Bertoldo. O tapete começa em frente à Ca pela de N. Sra. Aparecida. Com o tema Com Maria somos discípulos, missionários de Jesus Cristo, Sal da Terra, Luz do Mundo, a organização quer chamar a atenção também para a importância que a comunidade tem para as atividades da igreja.

Segundo Maria Sá, há 20 anos fazendo par te da organização da festa, é uma honra e graça pertencer àquela comunidade e ser devota de Nossa Senhora Aparecida. “Todos os dias a capela está cheia. A cada dia vem um padre visitante. Inauguramos esta semana a Capela do Santíssimo que ainda não tínhamos e estamos muito felizes. Maria é mãe de Jesus e nossa mãe também, por isso merece toda a nossa veneração”, aponta Maria Sá.

A procissão sai da capela às 16h30. Após o retorno à Capela, haverá missa e, em seguida, haverá show de Roberto Ricci. O festejo começou dia 3 e no dia 13 haverá uma programação especial para as crianças com o projeto “Plantando uma Flor”, com distribuição de brindes, lanches e brincadeiras para as crianças da comunidade.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS