SÃO LUÍS

Pai de promotor de justiça é assassinado durante assalto

A vítima do assalto reagiu, entrando em luta corporal com o bandido. Um dos criminosos atirou contra José Bernadino e também atingiu o comparsa

Foto: Divulgação

Dois homens invadiram e mataram na manhã desta quarta-feira, 10, o idoso José Bernardino Ramos, de 74 anos, pai de dois professores (um deles promotor) e de uma professora da Universidade Federal do Maranhão. O caso aconteceu na Travessa Nossa Senhora das Graças, no bairro do Miritiua, Região Metropolitana de São Luís.

De acordo com informações da capitã PM Marcela, a vítima do assalto reagiu, entrando em luta corporal com um dos bandido. O outro ladrão abriu fogo e acabou atingindo os dois, tanto o um dos ladrões como o idoso assaltado. Ambos morreram no local do crime. O homem que efetuou os disparos fugiu, mas foi encontrado pela polícia no Residencial Amendoeiras, na zona rural da capital maranhense. Ele foi identificado como como “Cleiton”, apelido “John”, e foi encaminhado para a sede da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP).

O assaltante morto foi identificado como Anderson Breno, mais conhecido como “Bracinho”, de apenas 19 anos, e seria morador da Vila dos Nobres. A Polícia Militar foi acionada imediatamente. O Instituto Médico Legal (IML), juntamente com o Instituto de Criminalística (Icrim) foram ao local do crime para realizar a remoção dos corpos e os primeiro procedimentos investigativos.

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) emitiu nota de pesar:

O Programa de Pós-Graduação em Direito e Instituições do Sistema de Justiça da Universidade Federal do Maranhão lamenta com o mais profundo pesar o falecimento do senhor José Bernardino Ramos, pai dos professores doutores Edith Maria Barbosa Ramos e Paulo Roberto Barbosa Ramos, e sogro da professora doutora Márcia Haydée Porto de Carvalho, ocorrido nesta quarta-feira (10).

O senhor José Bernadino Ramos foi vítima de bárbaro crime de latrocínio em sítio de sua propriedade, o que demonstra a existência de um índice de violência inaceitável em nosso país.

O Programa de Pós-Graduação em Direito e Instituições do Sistema de Justiça da Universidade Federal do Maranhão, ao tempo em que presta a sua solidariedade aos familiares e amigos por tão prematura perda, exige das autoridades públicas do Maranhão a apuração imediata do fato com a identificação e punição dos responsáveis. Não se admite em um Estado Democrático de Direito a convivência com atos dessa natureza.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS