7 DE SETEMBRO

“Viva o Brasil, viva Dom Pedro I”, brada monarquista em desfile de 7 de setembro

Carlos André é bacharel em Direito, Administrador e também está na fase de conclusão do curso de História. E ele declara que defende uma bandeira de um país democrático

Reprodução

Milhares de pessoas estiveram no tradicional desfile de 7 de setembro, em São Luís, na Avenida Vitorino Freire. De crianças a idosos, o evento parece encantar e já entrou para o calendário festivo para essas pessoas. Exército, Marinha, Força Aérea Brasileira e a Polícia Militar desfilaram mostrando disciplina, força e luta. Os olhos das crianças era de encantamento

Sem arquibancadas para o grande público, os espectadores ficaram acumulados ao longo da avenida que não contou com muita estrutura, somente o camarote para autoridades e convidados. “Primeira vez que venho ao desfile, gostei do que vi mas fiquei triste de não ter uma arquibancada para acompanhar com melhor visibilidade e conforto”, reclamou Conceição de Azevedo.

No meio da multidão, a reportagem de O Imparcial encontrou o Carlos André Palácio, orgulhosamente, com o estandarte da primeira bandeira do Brasil. Na percepção de André é um pouco diferente da Conceição. “Antes aqui estava completamente lotado, hoje em dia são poucas pessoas que ainda tem patriotismo”, reclama Carlos André.

Indagado se a presença da população nesse tipo de evento, ajudaria a melhorar o atual momento político do Brasil, Carlos foi claro: “Também ajuda, mas não só isso. Vai de cada cidadão e também a postura dos políticos”.

Carlos André é bacharel em Direito, Administrador e também está na fase de conclusão do curso de História. E ele declara que defende uma bandeira. “A bandeira que represento luta por um país democrático”, Carlos que defende a monarquia parlamentarista disse que uma reforma política poderia ajudar a melhorar o Brasil. “Os países com IDH mais elevados são de monarquias parlamentaristas estabelecidas”, defende.

Para ele, o que atrapalha convencer políticos e cidadãos da ideia monárquica é a educação. “Nós fomos educados por uma história falsificada, o historiador José Murilo de Carvalho revela que a monarquia brasileira foi o único momento de estabilidade política e econômica”, acusa.

Para Carlos, só o estudo pode levar o povo a conhecer sua própria história. Se não for desta forma, não se pode ter um bom futuro. “Viva o Brasil, viva Dom Pedro I”, brada Carlos André Palácio.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS