CARNAVAL

Alema começa campanha sobre assédio sexual

A campanha, assinada pela Agência Opendoor, traz peças para serem veiculadas em outdoor, jornais e filme para TV.

A assembleia Legislativa do Maranhão, que volta as suas atividades amanhã, também começa esta semana com uma campanha educativa e preventiva, tendo como tema o “Assédio no carnaval 2018”. É a primeira grande campanha tendo à frente o novo diretor de Comunicação da Casa, Edwin Junkings.

A campanha, assinada pela Agência Opendoor, traz peças para serem veiculadas em outdoor, jornais e filme para TV. Também foram feitas ventarolas, abadás e camisas. Nas ventaloras e peças para jornal, por exemplo, tem o texto explicativo da campanha.

“Paquerar no carnaval é legal. Mas assédio é crime. Se a mulher disser ‘não’, não insista. Pode brincar, abraçar, desde que ela esteja de acordo. Respeito é bom e todo mundo gosta. Além disso, é imradoria da República no Rio e deve ser encaminhado amanhã para a Procuradoria Geral da República (PGR), já que a deputada tem foro privilegiado. Ao serem questionados sobre as investigações, a assessoria do deputado estadual Marcus Vinicius (PTB) disse que ele já prestou esclarecimentos sobre uma “denúncia anônima e alegou motivações políticas de algum adversário com a atuação do parlamentar nessa região”. As informações foram veiculadas pela rádio CBN. Ministério do Trabalho Cristiane Brasil foi nomeada ministra do Trabalho pelo presidente Michel Temer em 4 de janeiro. Quatro dias depois, contudo, a Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu a posse, atendendo a um pedido segundo o qual a deputada feriu o princípio da moralidade por já ter sido condenada por dívidas trabalhistas. Após perder vários recursos, a Advocacia Geral da União (AGU) recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que liberou a posse. Mas, dois dias depois, a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, suspendeu novamente a posse, de maneira liminar, até tomar uma decisão definitiva sobre o assunto. Não há data marcada para o julgamento do caso. Na época dos fatos, Cristiane era vereadora licenciada e ocupava uma secretaria da Prefeitura do Rio de janeiro portante praticar o sexo seguro, respeitar a diversidade, evitar excessos, especialmente de álcool. Brinque legal. Aproveite o Carnaval”. Além das peças, a ideia da campanha é atuar fortemente através das ferramentas das redes sociais. Parabéns pela iniciativa.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS