CORONAVÍRUS

No Maranhão

568
353095
309592
10120
MANDALA

Agricultores familiares de Arame utilizam modelo de produção sustentável

O modelo de produção conhecido como “Mandala” tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida do homem do campo e o equilíbrio ambiental

Foto: Divulgação.


Divulgação

As hortas ecológicas do Sistema Mandala integram um projeto que começou há quatro anos no povoado Vila Novata

No povoado Vila Nonata, localizado no município de Arame, oito famílias de agricultores familiares dividem um sistema de produção que depende de uma pequena área e poucos recursos para garantir o sustento e renda. É o modelo de produção conhecido como “Mandala”, que tem o objetivo de melhorar a qualidade de vida do homem do campo e o equilíbrio ambiental.

O Sistema Mandala se caracteriza de maneira sustentável com uma horta de estrutura circular, de plantio diversificado, que utiliza a irrigação comunitária em canteiros projetados ao redor de um único reservatório de água, que facilita o manejo, a colheita, permitindo que o agricultor explore de maneira eficaz e racional os recursos hídricos e naturais.
As hortas ecológicas do Sistema Mandala integram um projeto que começou há quatro anos no povoado, executado pelo Governo do Estado, por meio da assistência técnica promovida pela Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF), na regional do município de Barra do Corda.
O grupo de agricultores líderes que compõem a sociedade, formado por Antonia da Cunha, Maria da Conceição, Francisco Monte, Raimunda Pereira, Domingos da Silva, Tenório Sousa, Tereza Almeida e Robenilton Nascimento, utilizam a área de um hectare para o cultivo simples de produtos essencialmente orgânicos, como alface, cebolinha, cheiro-verde, feijão, milho, entre outras culturas.
Produtores que participam do modelo de produção sustentável conhecido como "Mandala"
Os agricultores familiares selecionados participaram do processo de capacitação e orientação técnica, realizado pela equipe da Agerp na regional, onde aprenderam sobre modelos de tecnologia de baixo custo de produção, diversificação de cultivo com adubação orgânica e montagem do sistema de irrigação sem a utilização de um sistema elétrico.
De acordo com o técnico da Agerp, Charles Albuquerque, que acompanha o projeto desde o início e mensalmente realiza visitas técnicas ao povoado, o Mandala é um sistema alternativo que pode beneficiar o desenvolvimento da agricultura familiar no Estado. “Vivemos em um novo momento, com um governo que olha de fato para o homem do campo. E o Sistema Mandala é uma forma barata e saudável de produção, voltada para a subsistência e comercialização destas famílias, que pode ser referência para outros municípios”.
Para Raimunda Pereira, com o projeto, as famílias tiveram a chance de melhorar de vida. Atualmente os agricultores comercializam a produção em feiras livres da região e cada família chega a receber mais de mil reais por mês. “Somos todos unidos e com isso todos nós ganhamos. Vivemos melhor, com alimentos saudáveis, garantindo a alimentação das nossas famílias e uma renda maior”, disse a agricultora.
VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias