EDUCAÇÃO

Formação continuada de professores alfabetizadores é iniciada em São Luís

A formação tem carga horária de 50 horas. As aulas serão realizadas sempre na última semana de cada mês

Formação continuada

Debater estratégias para a alfabetização de crianças de 6 e 7 anos matriculadas em escolas públicas do município de São Luís da rede municipal de São Luís. Foi este o objetivo do seminário de abertura da Formação em Serviço do 1º ano do Ciclo de Alfabetização, que reuniu cerca de 120 educadores da rede municipal. O evento é o primeiro de uma série de formações para professores alfabetizadores e foi realizado pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), no auditório da Secretaria de Estado das Cidades.

Formação continuada

A abertura oficial foi feita pelo secretário de Educação de São Luís, Geraldo Castro Sobrinho. Ele destacou a importância da formação continuada para o trabalho desenvolvido pelos professores em sala de aula, com ênfase para os alfabetizadores.

“Temos um compromisso, assumido pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, de reduzir o analfabetismo e ampliar a oferta de vagas na rede municipal. A formação continuada para os educadores, a aquisição de novos materiais pedagógicos e as parcerias como a que temos estabelecido com o governo do Estado, são algumas estratégias de suma importância para o avanço da educação em nossa cidade”, destacou o titular da Semed.
A formação tem carga horária de 50 horas. As aulas serão realizadas sempre na última semana de cada mês, às segundas e às sextas-feiras, na Unidade Integrada Elcida Ramos, escola da rede estadual situada no bairro do Maranhão Novo. São três turmas, nos turnos matutino, vespertino e noturno.
A coordenadora do Núcleo de Alfabetização da Semed, Ruth-Ane do Nascimento Oliveira, reforçou a necessidade constante de aprimoramento dos educadores. “Os docentes, que acompanham as crianças todos os dias, precisam estar em constante reciclagem, fazendo cursos de formação e oficinas que os capacitem a desenvolver um trabalho sempre melhor em sala de aula. Este seminário e as formações que se seguirão vão oferecer mais apoio aos professores e ajudar a promover avanços significativos na aprendizagem dos alunos do 1º ano do Ensino Fundamental”, destacou a coordenadora.
A professora Andréa Raposo Rocha, da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) João Lima Sobrinho, esteve no seminário de abertura da formação e parabenizou a iniciativa. “Tenho 14 anos de profissão e sei o quanto é importante trocar e aprender novas metodologias de trabalho. Creio que essa formação vai ampliar os meus conhecimentos sobre alfabetização, o que vem a somar a toda a experiência que adquiri nesses anos como educadora”, ressaltou Andréa Raposo.
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias