CORONAVÍRUS

No Maranhão

4074
184668
177115
4014
TURISMO

Saiba tudo sobre a Lagoa do Cassó e onde se hospedar nesse paraíso escondido dos Lençóis Maranhenses

O Imparcial preparou um verdadeiro diário de bordo para dar uma forcinha a quem quer se divertir em uma experiência inesquecível

Reprodução

Não faz muito tempo, a Lagoa do Cassó vem sendo descoberta por cada vez mais gente como um paraíso ainda pouco explorado pelo turismo. Quem busca tranquilidade, contato com a natureza e uma experiência diferente perto de casa pode encontrar tudo isso nesse lugar que fica bem próximo à capital maranhense, no município de Primeira Cruz, na região dos Lençóis Maranhenses.

Depois das restrições impostas pela quarentena, muita gente tem apostado em passeios assim, e o turismo local comemora. Por isso, O Imparcial convida você se programar, pegar estrada e embarcar rumo a esse cenário paradisíaco. Vamos lá!

Como chegar

Reprodução

Apelidada de “Jericoacoara  Maranhense”, a Lagoa do Cassó tem, ao todo, 6 km de extensão e fica situada no coração dos Lençóis, localizada em pequeno povoado do município de Primeira Cruz, a cerca de 207 km de São Luís.

Saindo da capital pela BR 135, é preciso pegar à esquerda no viaduto de Bacabeira, com destino à BR 204, passando por Rosário, Morros e seguindo em direção a Barreirinhas. Na altura do povoado Sangue, é preciso seguir por uma rodovia municipal. O asfalto só existe em cerca de 600 metros iniciais da estrada, logo depois começa um trecho acidentado, de aproximadamente 20 km, por onde só é possível trafegar de carro com tração nas rodas.

Para quem vai de ônibus , basta pegar o transporte sentido Barreirinhas, descer no povoado Sangue e lá pegar o transporte até a Lagoa do Cassó, onde vivem, aproximadamente, 700 habitantes.

Belezas locais

Rodeada de mata nativa, a Lagoa do Cassó é propícia à prática de atividades como mergulho, windsurf, stand up paddle e passeios de caiaque e canoa, além de passeio de trilhas.

Todas essas experiências tornaram o passeio do casal de empresários Adriana Garcês e Antônio Pinho Júnior inesquecível. O casal é amante da natureza e tem como hobby  fazer trilhas. Adriana conta que eles já tinham boas referências sobre o lugar. “Já sabíamos da existência do povoado, temos amigos por lá, por sinal investiram em uma pousada para receber turistas do mundo inteiro”, afirma Adriana.

Adriana e a família fizeram tudo o que puderam para aproveitar todas as maravilhas do local. Ao lado do marido e do filho, ela descansou, mergulhou nas águas cristalinas e assistiu ao belíssimo pôr do sol. “O que mais nos chamou atenção é que tudo lá gira em torno da lagoa, todos os habitantes daquele povoado, de alguma forma, tiram o sustento de lá (seja pelo turismo, pela pesca ou por outros meios)”, comenta.

A empresária que amou turistar no Cassó revela que o passeio tem trilhas especiais para aventureiros. E, na hora do descanso, as pousadas que hoje existem na região impressionam.

Curiosidades

A Lagoa do Cassó possui águas mornas, límpidas e tranquilas, que atingem cerca de 20 metros de profundidade na época da cheia, quando também se torna um afluente do Rio Preguiças, que banha a cidade de Barreirinhas.

Atributos que permitiram o local sediar anualmente, desde de 2015, o circuito maranhense de águas abertas, desafio que reúne nadadores profissionais e amadores que nadam cerca de 5 mil metros.

Onde se hospedar na Lagoa do Cassó

Existem pousadas para todos os gostos e bolsos. No geral, todas oferecem aconchego e ficam ao redor da Lagoa, o que torna a vista muito agradável. Alguns hotéis e pousadas possuem píer, outras ofertam pranchas para um passeio de stand up paddle, pedalinhos e caiaques.

Pousada Bosque do Lago

Reprodução

Pousada confortável, sem luxo, com café da manhã simples e com bom atendimento.

Contato: (98) 98727-4530

Próxima »1 / 4
VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Esportes
Polícia
Mais Notícias