CRIMES

Renan Calheiros diz que Bolsonaro vai ser indiciado na CPI da Covid

“Nós não vamos falar grosso na investigação e miar no relatório”, avisou o Relator da Comissão de Inquérito

Renan Calheiros durante sessão da CPI da Covid. (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid chegou ao Senado Federal e concedeu entrevista coletiva antes do início da reunião. Renan Calheiros (MDB/AL) disse que “com certeza” Jair Bolsonaro será indiciado no relatório final, com votação agendada para 20 de outubro.

“Pode ser e com certeza será! Nós não vamos falar grosso na investigação e miar no relatório. Ele com certeza, será (indiciado) pelo que praticou”, afirma o senador.

Segundo o relator, o presidente da República tem participação direta no caos ligado à pandemia. Há algumas semanas, Renan discursa que Bolsonaro rejeitou e tentou, por meses, descredibilizar vacinas consolidadas e de marcas conhecidas, como Pfizer e AstraZeneca, para negociar com a Precisa por uma vacina em fases preliminares de testes, a Covaxin.

Ele ainda afirmou que, além de Bolsonaro, ministros, membros do gabinete paralelo e integrantes de empresas privadas que fizeram parte do “desvio de dinheiro público e da roubalheira” também serão responsabilizados.

“Nós usaremos os tipos penais do crime comum, do crime de responsabilidade, do crime contra a vida, do crime contra humanidade e estamos avaliando com relação a indígenas a utilização do genocídio”, explicou.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias