OPINIÃO

OPINIÃO: Os caminhos cruzados de Bolsonaro e Flávio Dino

A primeira expectativa é de o governador “comunista” continuar confrontando o presidente, escancaradamente direitista

Reprodução

Antes que Jair Bolsonaro (PSL) ocupe o Palácio do Planalto no dia 1º de janeiro, e que Flávio Dino (PCdoB) ingresse no segundo mandato à frente do Palácio dos Leões, no Maranhão existem três expectativas expostas a céu aberto sobre a convivência dos dois governantes, ideologicamente em posição oposta. De um lado, foi o Brasil que as urnas empurraram para a direita por força da campanha de trituração do petismo-lulista, embrenhado em corrupção, que o atingiu em cheio. Da política de ódio e do ódio nasceu Bolsonaro.

A primeira expectativa é de o governador “comunista” continuar confrontando o presidente, escancaradamente direitista. Consequência: o Maranhão poderá ser retaliado sob os mais diferentes pretextos. Principalmente, para fulminar a liderança de Flávio Dino, que abre ala no flanco esquerdista, diante do vazio de Lula preso, o PT como perdedor para Boslonaro e a esquerda insistindo na tentativa de preservar os velhos espaços de cada corrente.

O projeto de poder de Bolsonaro se resume numa gestão econômica ultraliberal, com substancial encolhimento do Estado por meio da ampla e irrestrita abertura ao exterior, das privatizações de estatais e do sistema de financiamento público, da supressão de direitos trabalhistas e da independência do Banco Central, além da franquia quase absoluta ao agronegócio.

Já Flávio Dino deve envernizar a sua postura política de esquerda, porém atrelado no Maranhão ao poder que abiscoitou nas urnas, agregando até legendas de direita, com o DEM. Com um projeto de governo que desmontou totalmente o grupo oligárquico centrado no sarneísmo, Flávio Dino tem a estratégia de agir colegiadamente com seus colegas do Nordeste nas reivindicações unificadas para a região.

Assim também atuará junto às bancadas anti-Bolsonaro no Congresso. Com o sarneísmo fora do jogo, Dino pensa em cobrar o escanteio e marcar o gol.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS