ELEIÇÕES 2018

Veja os números da “festa democrática” neste domingo

Polos de distribuição de urnas, zonas eleitorais, quantidade de urnas eletrônicas são alguns dos números que traduzem na realização de uma eleição.

Foto: Divulgação

Com mais de 4 milhões de eleitores aptos ao voto no Maranhão, as eleições 2018 não revelam só esse número para a chamada “festa democrática”, nome dado pela própria Justiça Eleitoral em suas campanhas de conscientização do voto. Polos de distribuição de urnas, municípios com biometria, zonas eleitorais, presos provisórios aptos ao voto, servidores envolvidos, quantidade de urnas eletrônicas são alguns dos números que traduzem na realização de uma eleição.

Na véspera das eleições, a Justiça Eleitoral afirma que já está com tudo pronto para liberar as urnas para votação. O Maranhão hoje conta com 74,51% dos seus eleitores com biometria. Isso reflete um universo de mais de 3,3 milhões de pessoas. Dos 217 municípios maranhenses, 92 já possuem biometria, 72 ainda não contam com esse item de segurança e 53 atuam de forma híbrida.

O estado do Maranhão conta com 105 zonas eleitorais contabilizando 19.572 urnas eletrônicas. O Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão mobilizou todo o seu quadro para que as eleições transcorram dentro da normalidade prevista. Anote. São 125 juízes, 63.320 mesários, 671 servidores, 580 profissionais de apoio para garantir a realização da eleição. A Força Federal vai atuar em 72 cidades, integrando o Comitê de Segurança das Eleições, somando com outras forças como Polícia Federal, Polícia Civil e Bombeiros.

O TRE-MA informou, também, que somente 601 presos estão aptos para votar nas eleições deste ano.

Carta aberta dos presidentes dos tribunais eleitorais

Os presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil emitiram uma Carta aberta em que expressam o desejo do brasileiro exercer com consciência o seu voto “neste momento por que passa o Brasil, às vésperas do sufrágio, nas urnas, dos nomes de seus novos representantes e mandatários na governança estatal, pelo exercício legítimo dos poderes políticos constituídos”, os magistrados lembram ainda que o povo é o responsável pelo futuro do pais e a sua participação é essencial para a construção de um processo democrático sólido. Destacam, também, três pilares: cidadania, política e democracia, “cujas, bases, integradas, formam, a chave que abrirá as portas para solidificar uma sociedade justa”, afirmam em nota.

Chamam os brasileiros para “construir um país melhor para todos e do qual possa toda a nação orgulhar-se”, encerram o recado ao povo brasileiro. (PA)

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS