ELEIÇÃO SUPLEMENTAR

Edvan Brandão (PSC) é eleito prefeito de Bacabal

O prefeito interino de Bacabal confirmou a legitimidade do cargo nas urnas. Com pouco mais de 50% dos votos, Edvan Brandão (PSC) foi eleito prefeito para os próximos 2 anos

Reprodução

A novela da prefeitura de Bacabal parece que chegou ao fim. Depois de 2 anos de decisões contra e a favor ao prefeito cassado Zé Vieira, parece que finalmente os bacabalenses vão saber por quem vão ser “governados” pelos próximos 2 anos. O prefeito interino, Edvan Brandão (PSC), confirmou o favoritismo e ganhou nas urnas o seu principal concorrente, César Brito (PPS). Brandão alcançou 50,49% dos votos válidos, enquanto César teve 45%. Vale lembrar que Edvan Brandão era o candidato do senador João Alberto (MDB), além de contar com o apoio do deputado estadual, Roberto Costa (MDB) e o deputado federal, João Marcelo (MDB).

César Brito era apoiado pelo prefeito cassado Zé Vieira e também teve a preferência do governador Flávio Dino (PCdoB) e do senador eleito, Weverton Rocha (PDT). Logo depois de votar, Flávio Dino comentou sobre a eleição de Bacabal. “Espero sobretudo que o pleito ocorra em paz. Estive na cidade, temos um candidato (César Brito, do PPS) que tem nosso apoio. Continuaremos ajudando o município como temos ajudado”, relatou.

A paz no pleito de Bacabal foi realmente uma preocupação não só de Flávio Dino mas também da Justiça Eleitoral. Além do reforço do efetivo da Polícia Militar, o TSE autorizou o envio de Tropa Federal para que as eleições suplementares e segundo turno, em Bacabal, transcorresse na paz.

Outros candidatos

A disputa ficou polarizada entre Edvan e César, os demais candidatos não conseguiram alcançar nem 2% da preferência do eleitorado de Bacabal. Luizinho Padeiro (PSB) contou com 1,9%, já Giselle Veloso (PR) contou com aprovação de 1,47% dos eleitores, já o Professor Maninho com apenas 1,14% dos votos.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS