RODA DE DIÁLOGOS

Candidatos ao cargo de deputado estadual trazem à tona políticas sobre drogas

Na plenária “A política sobre drogas como um dos compromissos do mandato legislativo 2018/2022”, que aconteceu no auditório d’O Imparcial, candidatos maranhenses a deputados estaduais se posicionaram

Plenária de candidatos maranhenses ao cargo de deputado estadual sobre políticas relacionadas ao uso de drogas. (Foto: Honório Moreira/O Imparcial)

Na manhã desta terça-feira, 25, aconteceu a roda de diálogo “A política sobre drogas como um dos compromissos do mandato legislativo 2018/2022”, uma iniciativa da Rede Maranhense de Diálogos Sobre Drogas (REMADD) junto a O Imparcial, no auditório do jornal, onde candidatos ao cargo de deputado estadual trouxeram à tona propostas na área da segurança, da saúde e prevenção ao uso de drogas. A partir das 14h30 acontecerá, no mesmo local, o mesmo debate com os candidatos a deputado federal.

A roda contou com a presença dos candidatos maranhenses ao legislativo Alex Kennedy Rodrigues (PSL), Fauzi Beydoun (REDE), Igor Sousa (PRTB), José Antônio da Silva (PRTB), Neto Cardoso (PRTB) e Professora Neves (PMB).

Para o candidato Igor Sousa, “a finalidade da segurança é o enfrentamento aos traficantes”, enquanto para José Antônio da Silva, ela “tem que partir de dentro dos nossos lares”. Sobre os usuários, afirmou: “são pessoas normais, como qualquer um de nós. Só precisam do nosso apoio”.

Neto Cardoso diz que cresceu no bairro do Coroadinho e que, por isso, teve chance de acompanhar de perto a questão do tráfico. Como proposta para a assistência aos usuários, defendeu: “vou intensificar as ações sociais junto às igrejas”.

Única candidata mulher presente, a Professora Neves trabalha na área da saúde mental há mais de 30 anos e afirma que, quando se lida com drogas, a segurança não significa só policiamento. “Ela envolve também a prevenção, o tratamento e a ressocialização”. A professora criticou a política de confinamento de usuários de droga e defendeu que pessoas em tratamento precisam ter ocupações que as impeçam de recorrer às substâncias.

O candidato Alex Kennedy defendeu a criação de casas de apoio a esses usuários e clamou por assistência de todas as secretarias do estado para a criação de campanhas para a prevenção. Segundo Fauzi Beydoun, as casas são pautas urgentes, mas os deputados, quando eleitos, têm uma responsabilidade maior, que é a de acompanhar de perto a situação, dentro das comunidades: “onde mais se precisa é que o o Estado tem que estar”.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS