ELEIÇÕES 2018

Vice-presidente do MDB não acredita em renovação política

Fundo partidário é o principal financiador da campanha 2018; partidos injetaram dinheiro em campanhas estaduais de acordo com seus critérios internos.

Reprodução

O vice-presidente do MDB do Maranhão, Remir Ribeiro, criticou o Fundo Partidário, principal financiador das campanhas de 2018, e, para ele, a população precisa entender o que está acontecendo para que não se frustre com os resultados.

Para o emedebista, as novas regras favoreceram os partidos tradicionais. “A legislação estabelecida e a forma como ela foi conduzida favorece quem já tem nome”, afirma.

Veja Também

Ainda segundo Ribeiro, o tempo de campanha é muito curto, e os partidos estão seguindo a mesma linha em todos os estado em apostar em quem já tem nome. “Mas o Maranhão, que é um estado conservador por excelência, não vai haver renovação nenhuma”, decreta.

Criado no ano passado para regulamentar o repasse de recursos públicos entre os partidos, o Fundo distribuiu R$ 1,716 bilhão de dinheiro público, dividido proporcionalmente entre os partidos à nível nacional, levando em conta principalmente o número de representantes no Congresso Nacional.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS