POLÍTICA

Novos secretários do Governo Dino assumem em Abril

Mas, apesar dos anúncios, os novos gestores das pastas deverão ser empossados somente no dia 2 de abril. A única exceção será na Polícia Militar

Foto: Reprodução

Desde o fim de semana, o governador Flávio Dino (PCdoB) tem anunciado a troca de secretários estaduais por meio de sua conta no Twitter. Mas, apesar dos anúncios, os novos gestores das pastas deverão ser empossados somente no dia 2 de abril. A única exceção será na Polícia Militar. A cerimônia militar da troca do Comando Geral da PM deverá ocorrer na próxima terça-feira, 27.

No caso da PM, o subcomandante-geral, Jorge Luongo, assumirá o cargo no lugar do coronel Pereira, que vai concorrer ao mandato de deputado estadual. O novo subcomandante-geral será o coronel Pedro Ribeiro, que atualmente coordena o Comando Metropolitano.

Mas, enquanto as posses dos novos secretários não ocorrem oficialmente, Dino segue com sua minirreforma. O último anúncio do governador é justamente na presidência do Procon. Pré-candidato a deputado estadual, o presidente do órgão, Duarte Júnior, dará lugar à advogada Karen Barros, que era a chefe da Assessoria de Planejamento do Procon.

A confirmação de Karen Barros era algo esperado. Por ser a segunda no comando no Procon, ela já era cotada para assumir no lugar de Duarte Júnior.

Outras mudanças já anunciadas por Dino aconteceram na Casa Civil e na Secretaria de Agricultura Familiar (SAF). No primeiro caso, Marcelo Tavares será substituído por Rodrigo Lago, que acumulará as funções na Casa Civil e na Secretaria de Transparência, onde já é secretário.

Já na SAF, o cargo hoje ocupado por Adelmo Soares, que é pré-candidato a deputado estadual, será do presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp), Júlio Correa. Lorrana Santana, atual secretária-adjunta da SAF, assumirá a presidência da Agerp.

Mudanças à vista

Nos próximos dias, Flávio Dino deverá anunciar as demais mudanças em seu secretariado. Os demais “secretários pré-candidatos” que estão prestes a deixar o governo são: Márcio Jerry (Comunicação e Articulação Política – Secap), Simplício Araújo (Indústria, Comércio e Energia – Seinc), Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária – Setres), Neto Evangelista (Desenvolvimento Social – Sedes) e Márcio Honaiser (Agricultura, Pecuária e Pesca – Sagrima). Além deles, os presidentes da Agência Metropolitana (Agem), Pedro Lucas Fernandes, e da Comissão Central de Licitação (CCL), Odair José Santos, também irão tentar a sorte nas urnas.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS