DEPOIS DO ÁUDIO...

Andrea Murad acionará Levi Pontes na Comissão de Ética

Na visão da parlamentar, Pontes teria tido uma postura imoral e um ato criminoso

Foto: Reprodução

Logo após o vazamento do áudio do deputado Levi Pontes (PCdoB) supostamente negociando troca de favores por apoio político, a deputada Andrea Murad (MDB) afirmou que levará o caso às autoridades competentes. Na visão da parlamentar, Pontes teria tido uma postura imoral e um ato criminoso. A emedebista vai acionar novamente a Comissão de Ética da Assembleia Legislativa contra Levi Pontes por entender que o parlamentar foi flagrado fazendo chantagem com estrutura do governo do estado em troca de apoio político do prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar (PV).

“Ele deu um ultimato ao prefeito Magno: ou vota nele ou a SES devolve a UPA para a prefeitura. Além da ameaça, o áudio revela uma série de crimes. É preciso uma ação urgente da Polícia Federal, Justiça Eleitoral, Ministério Público Eleitoral e Assembleia Legislativa para conter os crimes. No caso do peixe, a Comissão de Ética decidiu fechar os olhos. Darei entrada em outra representação para apurar a conduta do deputado”, disparou.

Esta será a segunda vez, em menos de um ano, que o deputado Levi Pontes se envolve em polêmicas devido à troca de favores políticos. Em abril de 2017, outro áudio do parlamentar vazou nas redes sociais. Na gravação, ele pediu que parte do pescado comprado pela Prefeitura de Chapadinha fosse entregue para aliados políticos.

Na época, Pontes falava sobre a distribuição de peixes na semana santa para a população. Após o incidente, a deputada Andrea Murad protocolou a representação na Comissão de Ética, que preferiu arquivar a denúncia contra o parlamentar.

VER COMENTÁRIOS
MOSTRAR MAIS