VIANA

Morte de vaqueiro “Gudinho” é investigada pela Polícia em Viana

Vítima saiu de casa para cuidar do gado e não voltou para almoçar. Corpo foi encontrado no dia seguinte com duas perfurações.

Reprodução

A Polícia Civil de Viana, a 217 km de São Luís, está investigando o caso do vaqueiro Augusto Belfort, de 63 anos, que saiu de casa para cuidar do gado em uma fazenda às margens da MA-314, na zona rural do município e, 24 horas depois, foi encontrado morto.

Augusto Belfort, que também era conhecido como “Gudinho”, saiu de casa na manhã de segunda-feira (4) e não voltou para o almoço. Preocupados, os familiares decidiram procurá-lo com a ajuda de um grupo de vaqueiros que também trabalham nas redondezas.

De acordo com a polícia, as buscas foram suspensas na noite de segunda-feira (4) e retomadas na madrugada de terça-feira (5), quando Augusto Belfort foi encontrado morto. No corpo da vítima foram encontradas duas perfurações que parecem ser arma de fogo.

O corpo de Augusto Belfort foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), em São Luís, para que exames sejam realizados para comprovar se as marcas encontradas na vítima são, realmente, de tiros. A polícia está apurando o caso e conversando com as pessoas na região, para saber quais motivos levaram ao homicídio.

A polícia está aguardando o resultado da autópsia para ter a confirmação se Augusto Belfort foi assassinado. Por ser um amante da vaquejada, ele era muito conhecido na cidade de Viana. A vítima deixa mulher e quatro filhos.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS