SEM REGISTRO

Comércio irregular de remédios é combatido por operação da Polícia Federal

A mercadoria apreendida, seria destinada para uma empresa sediada no Mato Grosso, também responsável por distribuí-los para outros estados.

Operação foi realizada pela Polícia Federal, juntamente com a Anvisa. (Foto: Reprodução)

Foi realizado, nessa quarta-feira (3), a Operação Miastenia, que busca combater o comércio irregular de medicamentos de origem estrangeira.

A iniciativa, coordenada pela Polícia Federal com a participação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com a Vigilância Sanitária de Cuiabá, cumpriu três mandados de busca e apreensão em Cuiabá e Várzea Grande (MT).

De acordo com a Polícia Federal, as investigações tiveram início com uma apreensão de várias caixas de medicamento de origem argentina, no Aeroporto Internacional de Campo Grande, contendo o princípio ativo Neostigmina. “Os produtos estavam sem documentação que comprove a entrada regular no Brasil”, afirmou.

A PF informou, ainda, que durante a investigação foi apurado que a empresa destinatária da mercadoria apreendida, sediada na capital mato-grossense, não tem registro na Anvisa e, também, comercializava os produtos estrangeiros para distribuidoras de medicamentos e hospitais localizados em outros estados.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias