Nova Funcionalidade

BC cria sistema para conferir o valor que clientes podem receber de bancos

O serviço permite que cidadãos e empresas consultem se têm dinheiro a receber de bancos.

O Banco Central é uma entidade independente ou ligada ao Estado cuja função é gerir a política econômica. (Foto: Reprodução)

O Banco Central divulgou nessa segunda-feira (24), uma nova funcionalidade do Registrato — Informações gratuitas de dívidas com bancos e órgãos públicos, cheques devolvidos, contas, chaves Pix e operações de câmbio —, o Valores a Receber.

O serviço permite que cidadãos e empresas consultem se têm dinheiro a receber de bancos e demais entidades do Sistema Financeiro. Para conferir os possíveis valores a serem recebidos, basta fazer uma consulta no sistema Registrato, na aba “Valores a Receber”.

Caso tenha dinheiro para receber, o usuário poderá solicitar o resgate de duas formas.

“No caso de bancos ou instituições financeiras que aderiram a termo específico junto ao BC: diretamente via Pix na conta indicada pelo beneficiário no Registrato, e a segunda ou nos outros casos, o beneficiário informará seus dados de contato no sistema e o meio de pagamento ou de transferência será informado pela instituição”, afirmou o BC.

Valores milionários

O BC estima cerca de R$ 8 bilhões de reais de valores a receber. Nesta primeira fase do serviço, são cerca de R$ 3,9 bilhões de valores a serem devolvidos decorrentes de: “contas-correntes ou poupança encerradas com saldo disponível; tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o BC”, explicou o Banco

“Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito; e recursos não procurados relativos a grupos de consórcio encerrados”, completou.

Segundo o Banco Central, no decorrer deste ano de 2022, está prevista a disponibilização de valores decorrentes de: “Tarifas e parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, previstas ou não em Termo de Compromisso com o BC; contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível; contas de registro mantidas por corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários encerradas com saldo disponível; e outras situações que impliquem em valores a devolver reconhecidas pelas instituições”, esclareceu.

As informações disponibilizadas no novo serviço são de responsabilidade das próprias instituições. Em algumas situações, os saldos a receber podem ser de pequeno valor, mas pertencem aos cidadãos que agora possuem uma forma simples e ágil para receber esses valores.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias