CORONAVÍRUS

No Maranhão

946
337116
291803
9636
CESTAS BÁSICAS

Vale doa 1 milhão de cestas básicas em todo o Brasil por meio de Movimento Panela Cheia, Ação da Cidadania e União Rio

Ação humanitária vai alimentar até o fim do ano 877 mil pessoas de 219 mil famílias em situação de vulnerabilidade.

Foto: Reprodução

A pandemia da Covid-19 evidenciou ainda mais o aumento do número de pessoas em situação de insegurança alimentar grave no Brasil. A Vale em parceria com o Movimento Panela Cheia (formado por Cufa, Gerando Falcões e Frente Nacional Antirracista) – com o apoio da União SP e cooperação da Unesco no Brasil -, o Movimento União Rio e a Ação da Cidadania, organizações que atuam para o combate à fome no país. 

A iniciativa também tem apoio do Programa Mundial de Alimentos (WFP), da Organização das Nações Unidas (ONU). Ao todo, serão doadas cerca de 1 milhão de cestas básicas para alimentar 219 mil famílias brasileiras. Cerca de 70% dessas famílias receberão as doações em cestas ou cartões-alimentação, mensalmente, por 6 meses.

A distribuição das cestas será dividida em três frentes: o WFP, com apoio de governança da Deloitte, oferecerá apoio técnico e logístico a ONGs parceiras, que distribuirão os alimentos para municípios do Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará e Mato Grosso do Sul, por meio de cestas básicas ou cartões-alimentação, viabilizados pela Alelo.

As ONGs que executarão a ação nos estados são: Instituto Brasileiro de Inovações Pró-Sociedade Saudável Centro-Oeste (Mato Grosso do Sul); Agente Pastoral Negros do Brasil (Espírito Santo); Associação Arebeldia Cultural (Minas Gerais); Instituto Beneficente Amigos que Brilham (Pará); Centro de Estudos Avançados de Promoção Social e Ambiental/Projeto Saúde e Alegria (Pará); e Instituto Nordeste Cidadania (Maranhão).

O Movimento Panela Cheia ficará responsável por distribuir alimentos para os demais estados do país e, dentro dele, a CUFA contará com o apoio de governança da Deloitte. Já a atuação do União Rio será focada no Rio de Janeiro.

A Ação da Cidadania atuará em parceria com a Rede Voluntária Vale, plataforma de voluntariado da empresa, aberta a toda a sociedade. O objetivo é mobilizar pessoas interessadas em doar, em todo o país, a se unirem à causa. A atuação junto à Ação da Cidadania será via matching: a cada R$ 1 doado pelo site da Rede Voluntária, a Vale fará uma doação de R$ 10. A meta é alcançar R$ 200 mil em doações de voluntários para garantir R$ 2 milhões em doações da Vale, que serão revertidos em cestas básicas a serem entregues pela Ação da Cidadania nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Maranhão, Pará e Mato Grosso do Sul.

“Nunca foi tão necessário como agora, em meio à pandemia da Covid-19, ajudar quem enfrenta dificuldades para se alimentar diariamente. Conectando com o nosso propósito de melhorar a vida e transformar o futuro das pessoas, estamos somando forças no combate à fome e esperamos que outras empresas também venham a apoiar esta causa”, afirma Eduardo Bartolomeo, Presidente da Vale.

“Ficamos felizes por unir forças com a Vale e outras empresas que buscam olhar e transformar vidas que passam despercebidas. Quando nos juntamos por um mesmo propósito o alcance é maior, e é isso o que queremos, que além de provocar o engajamento de empresas e cidadãos, que a gente possa garantir refeições para mais famílias – o mínimo de direito de qualquer ser humano”, afirma Daniel Souza, presidente do Conselho da Ação da Cidadania.

“A participação da Vale é muito importante nesse momento crítico em que milhares de pessoas enfrentam dificuldades para se alimentar. Mais ainda, é uma ação que pode estimular outras empresas e organizações a se engajarem no combate à fome. A insegurança alimentar no nosso país não surgiu na pandemia, mas se agravou muito e precisamos de todo apoio possível para combatê-la. A fome mata e ela chega todos os dias”, afirma Daniela Raimundo, cofundadora do Movimento União Rio

“Temos visto um movimento de união e de solidariedade que tem sido essencial para esse momento que estamos vivendo. Ações como esta que estamos operando com a Vale salvam vidas e irão possibilitar que muitas famílias tenham segurança para algo que é básico: a alimentação e é nosso dever, enquanto sociedade, atuar ao máximo para garantir esse direito”, afirma Preto Zezé, presidente global da CUFA.

VER COMENTÁRIOS
Esportes
Entretenimento e Cultura
Concursos e Emprego
Polícia
Mais Notícias