CORONAVÍRUS

No Maranhão

868
53508
25120
1285
iSalud

Startup maranhense lança plataforma que mapeia sintomas do coronavírus e oferece orientação médica gratuita

Propósito é mapear os sintomas do coronavírus no Maranhão por meio de questionário colaborativo e ainda oferecer orientação médica

Reprodução

A busca por soluções que ajudem no combate ao novo coronavírus é de todos. Das autoridades públicas, da pessoa física e também de quem empreende no setor privado. Pensando nisso, três inquietos empreendedores uniram-se para lançar a startup iSalud, plataforma cujo propósito é mapear os sintomas do coronavírus no Maranhão por meio de questionário colaborativo e ainda oferecer orientação médica grátis para quem suspeita ter contraído o vírus.

A plataforma é simples. Quem acessa, responde a um questionário de cinco perguntas. As respostas são avaliadas por um médico, que dispara orientações via whatsapp. O objetivo, segundo os idealizadores, é evitar que potenciais infectados saiam do isolamento e acabem contaminando outras pessoas. 

Clique: Faça o teste aqui. É simples e rápido

“Muitas pessoas demonstram algum sintoma ou tiveram contato com alguém infectado e precisam de orientação. Muitas delas não querem se arriscar a ir a um hospital ou uma Upa. Então o iSalud surge para preencher essa lacuna, tranquilizando-a sem que ela precise sair de casa”, comenta o médico Carlos Eduardo Soares, um dos idealizadores da plataforma.  Segundo ele, o iSalud não ministra medicamentos e nem dá diagnósticos.  

Mais de mil orientados

O site começou a rodar há duas semanas. De lá pra cá, já foram 1000 pessoas orientadas em dezenas de regiões do Maranhão. Quase 80% dos que responderam ao questionário sentiram algum dos sintomas típicos da infecção por coronavírus. São eles: febre, tosse, respiração curta ou dificuldade para respirar, dor de garganta, calafrios, dor muscular, dor de cabeça, perda de olfato ou paladar.

Os idealizadores do iSalud são Henrique Soares, desenvolvedor e fundador da startup maranhense de pesquisa de mercado iQuiz; Pedro Henrique Freire, empreendedor, fundador da marca Santê e CEO de O Imparcial Online; e Eduardo Soares, empreendedor e investidor em startups e médico que atua na linha de frente do combate ao coronavírus.

O sistema

O sistema, que pode ser encontrado no endereço isalud.com.br é fácil de usar. Após um cadastro simples, o paciente responde a seis perguntas, básicas, como idade, o que está sentindo e também se tem alguma comorbidade. É aí que entra a tecnologia dos códigos. “Criamos um algoritmo que cruza os sintomas e características do paciente e informa um status sobre aquele caso, dizendo se é ou não um paciente potencialmente infectado”, comenta o desenvolvedor Henrique, que construiu os códigos que originaram a plataforma.

Produto mínimo

Na linguagem do mundo das startups, o sistema atual do iSalud é um “produto mínimo”, que ainda irá crescer e se desenvolver, trabalhando com  infinitas possibilidades. Os empreendedores explicam que pretendem criar um mapeamento que ajude autoridades, empresas e pessoas físicas. “Temos hoje um produto mínimo, feito para viabilizar essa ideia. E a tendência é que ele cresça, tanto em número de diagnósticos como em possibilidades”, comenta Pedro H. Freire. 

VER COMENTÁRIOS
Concursos e Emprego
Notícia Boa
Checamos
Polícia
Gastronomia
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias