Manifestações

Protesto em prol da Amazônia ocorre na Praça Deodoro neste sábado

Capital segue o movimento em defesa da Amazônia que ocorre no Brasil e em várias partes do mundo neste final de semana

Reprodução

Protestos em favor da Amazônia ganharam força neste final de semana com repercussão internacional, envolvendo países e celebridades engajadas, como Gisele Bündchen, Leonardo DiCaprio, Kim Kardashian e Madonna.

Dezenas de manifestações no Brasil e em mais dez países estão agendadas para ocorrer a partir de hoje (23) em defesa da Amazônia, e também em protesto às políticas do meio ambiente conduzidas pelo presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

As queimadas aumentaram 82% no Brasil este ano em comparação com o mesmo período de 2018. Foram mais de 70 mil focos de incêndio entre janeiro e agosto registrados pelo INPE no país. O Mato Grosso é o estado que lidera a lista, com mais de 13 mil incêndios.

Cinco estados registraram os maiores índices de aumento nos primeiros meses do ano. O Mato Grosso do Sul viu o número de queimadas aumentar 260% em relação ao ano passado e lidera a lista, seguido por Rondônia (198%), Pará (188%), Acre (176%) e Rio de Janeiro (173%).

Assim como em todo o Brasil, São Luís tem um ato marcado para este sábado (24), às 15h, na Praça Deodoro. Segundo a organização, o ato ficará apenas na Praça Deodoro, não será uma passeata. “Estamos articulando com ativistas ambientais e estudantes para que este seja, além de um momento de protesto, um momento educativo que nos ponha mais a par do que está acontecendo no nosso país, em suas políticas públicas de preservação etc.”, diz a nota do manifesto.

Os organizadores do evento ressaltam que são pessoas físicas, e não uma entidade ou instituição e estão divulgando o evento com a hashtag #todospelaamazonia. “Ainda assim, vale apontar que em nossa organização estamos contando com o apoio do sindicato dos bancários, central sindical e popular CSP Conlutas, associados do partido Rede Sustentabilidade, ONG Patas em ação, bem como de voluntários do Greenpeace. Para comparecer ao evento e enriquecê-lo, contamos com o apoio de diversos partidos e movimentos políticos que apoiem a causa ambiental, posto que essa é uma manifestação Democrática”.

Segundo os ativistas, as manifestações manterão o foco na discussão da postura do governo quanto ao meio ambiente e suas políticas públicas para a preservação ambiental, bem como de apontar as problemáticas ambientais específicas ao estado do Maranhão.

Protestos a partir de hoje

Nesta sexta-feira, 23, manifestações estão previstas para ocorrer em capitais como Brasília, Rio Janeiro, São Paulo, Salvador e Curitiba, além das cidades de Santos (SP), Atalanta (SC) e Juazeiro do Norte (CE).

No sábado, além de São Luís, há manifestações marcadas nas capitais Manaus, Belém, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Goiânia, Vitória, Campo Grande, Cuiabá, Palmas, Aracaju, Natal e Maceió. Uma lista de cidades também prevê protestos no sábado, como Foz do Iguaçu (PR), Campinas (SP), Londrina (PR), Juiz de Fora (MG), Ribeirão Preto (SP) e São Carlos (SP).

Manifestações fora do País e em embaixadas no Brasil também estão previstas para amanhã, a exemplo dos países Espanha, Portugal, Equador, Peru, Alemanha, Hungria, Itália, Uruguai e Guatemala.

VER COMENTÁRIOS
COLUNAS E OPINIÃO
Concursos e Emprego
Polícia
Você, Gastrô!
Entretenimento e Cultura
Mais Notícias