LUTO

Morre o professor e antropólogo Sergio Ferretti

O antropólogo estudava os costumes, as crenças e as festas populares do país, com atenção especial para as religiões afros. O professor fazia parte da Comissão Maranhense de Folclore.

Reprodução

Hoje, quarta-feira, 23, morreu o antropólogo e professor da Universidade Federal do Maranhão, Sergio Ferretti. O antropólogo teve agravamento no seu quadro de saúde nos últimos dias e esteve internado na UTI do Hospital São Domingos, passou ainda por uma cirurgia no último dia 7 de maio.

Nas redes sociais amigos, professores, alunos e ex-alunos chegaram a fazer campanha para doação de sangue.

A família avisa que o velório terá início às onze horas na Pax União da Rua Grande. O enterro será às 10h desta quinta, 23, no Cemitério Parque da Saudade no Vinhais.

Carreira acadêmica

O antropólogo estudava os costumes, as crenças e as festas populares do país, com atenção especial para as religiões afros. O professor fazia parte da Comissão Maranhense de Folclore.

O professor Ferretti também deu atenção especial nos seus estudos para a Casa das Minas e se tornou o principal estudioso da Casa. A exemplo disto, o antropólogo escreveu o livro Querebentá de Zomadônu: Etnogragia da Casa das Minas no Maranhão”. Hoje a Casa das Minas é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e o estudo realizado pelo professor ajuda a manter viva a memória da Casa das Minas.

Graduação – Museologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e em História, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ);

Especialização – Economia do Desenvolvimento e Sociologia do Desenvolvimento pela Université Catholique de Louvain (UCL, Bélgica)

Mestrado – Antropologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Doutorado – Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP).

O governo do Maranhão emitiu nota de pesar da morte de Ferreti.

O Governo do Maranhão, por meio das Secretarias de Estado da Cultura e Turismo (Sectur) e da Igualdade Racial (Seir), lamenta o falecimento do Professor Doutor Sérgio Figueiredo Ferretti, ocorrida  nesta quarta-feira (23).

Ferretti era antropólogo, museólogo, pesquisador e professor da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) que muito contribuiu para o fortalecimento e salvaguarda das culturais populares e tradicionais do Maranhão.

Neste momento de dor, o Governo do Maranhão se solidariza com a esposa de Ferretti, a também antropóloga e professora da UFMA Mundicarmo Ferretti e demais familiares, amigos e admiradores.

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS