DESTAQUE INTERNACIONAL

Bumba meu boi pode se tornar Patrimônio Imaterial da Humanidade

O Dossiê de candidatura destaca que a manifestação cultural, é portadora de uma carga simbólica que reproduz o ciclo vital (nascimento, vida e morte), e é uma metáfora da própria existência humana

Foto: Reprodução

Manifestação cultural característica do Maranhão, o bumba meu boi que em 2011 foi incluído na lista de Patrimônio Cultural do Brasil, pelo Iphan, pode se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. E o ponto de partida para o reconhecimento internacional, concedido pela Unesco, ocorre nesta quinta-feira, 5, às 11h, na Sede do Iphan, em Brasília, onde será entregue o dossiê de candidatura do bem cultural ao Ministério das Relações Exteriores (MRE).

A secretária executiva do Ministério da Cultura, Mariana Ribas; a presidente do Iphan, Kátia Bogea; o diretor do Instituto de Patrimônio Imaterial, Hermano Queiroz; e o superintendente Do Iphan Maranhão, Mauricio Itapary, farão a entrega do documento de candidatura à diretora do Departamento Cultural do Itamaraty, ministra Paula Alves de Sousa.

A previsão, ressalta Mariana Ribas, é que o Comitê  do Patrimônio Imaterial, decida sobre a inserção do bem cultural na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, já no ano de 2019. “Esperamos toda essa magnitude também receba o reconhecimento internacional”, disse.

Desde 2011, o caminho para o título internacional vem sendo trilhado. Quando recebeu o reconhecimento nacional, o Bumba meu boi passou a implementar o Comitê Gestor de Salvaguarda da celebração e, em 2012, o Comitê solicitou ao Iphan que fosse preparada a candidatura da manifestação para a Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

O Complexo Cultural do Bumba meu boi, manifestação folclórica no Maranhão, se divide em sotaques, Matraca, Orquestra, Zabumba, Baixada e Costa-de-mão. Já contabilizam mais de 400 grupos, divididos em zonas urbanas e rurais de São Luís, e em pelo menos 75 municípios do estado.

A trajetória para o título

Depois de entregue o documento com a candidatura, o pedido é apresentado ao Iphan para avaliação ao Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural e, se aprovado, será realizada a elaboração de um levantamento completo sobre os aspectos relevantes do Bumba meu boi, legitimando sua importância para a humanidade.

Os dados reunidos em Dossiê, e entregues pelo MRE à Unesco, passam a integrar um conjunto de bens imateriais, que serão analisados pelo organismo internacional sobre aceitação ou rejeição da proposta final que será entregue durante uma reunião do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda. O Dossiê de candidatura destaca que a manifestação cultural, é portadora de uma carga simbólica que reproduz o ciclo vital (nascimento, vida e morte), e é uma metáfora da própria existência humana.

O Brasil já possui cinco bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade: a Arte Kusiwa – Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi (2003), o Samba de Roda no Recôncavo Baiano (2005), o Frevo: expressão artística do Carnaval de Recife (2012), o Círio de Nazaré (2013) e a Roda de Capoeira (2014).

VER COMENTÁRIOS
CONTINUAR LENDO
MOSTRAR MAIS